ATR da VoePass sofre falha de equipamentos durante voo na Amazônia

Avião ATR 72 VoePass Passaredo
Imagem ilustrativa: Voepass

Um ATR-42-500 de matrícula PR-PDS, que pertence à VoePass, registrou um problema durante um voo entre Manaus e Porto Trombetas, no Pará, que fez os pilotos do turboélice retornarem à sua origem. A ocorrência foi registrada no dia 28 de junho e inserida recentemente na base de dados do CENIPA.

Segundo o relatório do evento, a aeronave realizava um serviço regular com quatro tripulantes e 26 passageiros a bordo.

Ainda durante subida inicial, após a decolagem, a aeronave teve uma falha no radar e no EGPWS (Enhanced Ground Proximity Warning System) ou Sistema Aprimorado de Alerta de Proximidade do Solo, que é um equipamento que reduz o risco de voo controlado contra o terreno, fornecendo às tripulações informações precisas e tempestivas sobre relevo e obstáculos na área. O sistema usa um banco de dados e leituras de sistemas da aeronave para prever e alertar as tripulações de voo sobre conflitos em potencial com obstáculos ou terreno.

Com os aparelhos não operando adequadamente, a tripulação realizou os procedimentos previstos nos checklists e decidiu que o retorno ao aeroporto de Manaus era o melhor a ser feito.

O pouso ocorreu normalmente, sem intercorrências. A causa do problema não foi divulgada.

O PR-PDS está na frota da VoePass desde o ano passado. Ele foi fabricado em 1998 e entregue originalmente para a mexicana Aeromar, tendo depois passado para a colombiana EasyFly. Está configurado para 48 passageiros e pertence à empresa de leasing irlandesa Elyx Aviation.

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

Boeing 777 precisa ser rebocado após não conseguir virar na pista,...

0
O Boeing 777-300 envolvido na ocorrência é o maior modelo de avião de dois motores em operação comercial no mundo.