Aumento da pista do aeroporto de Foz do Iguaçu tem 55% dos trabalhos realizados

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Infraero Obras Pista Foz do Iguaçu
Obras de ampliação da pista do aeroporto de Foz – Imagem: Infraero

A Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) informou nesta terça-feira, 22 de setembro, que as obras no Aeroporto de Foz do Iguaçu (PR) seguem em ritmo acelerado e que a ampliação da pista de pouso/decolagem está com 55% dos trabalhos realizados.

A ampliação da pista será de 600 metros aos atuais 2195 metros, e o valor do contrato é de R$ 53,9 milhões, com recursos oriundos de um termo de convênio firmado entre a Usina Itaipu e a Infraero.

Outras melhorias, também realizadas em parceria entre Infraero e Itaipu, são a ampliação do pátio de aeronaves, cujo investimento é de R$ 6,1 milhões, além da duplicação da via de acesso ao aeroporto e a implantação de ciclovia. Com investimento de R$ 6,5 milhões, as obras vão aprimorar a fluidez nas chegadas e saídas de veículos no terminal fronteiriço e garantir segurança aos ciclistas.

A ampliação do terminal de passageiros foi inaugurada em fevereiro deste ano, com R$ 42,4 milhões investidos.

“As obras no Aeroporto de Foz do Iguaçu vão transformar a realidade da cidade, que poderá receber mais viajantes a cada ano e com conforto ampliado. Além disso, o aeroporto poderá receber voos diretos da Europa e dos Estados Unidos”, pontuou o superintendente do aeroporto, Joacir Araújo.

Palácio do Planalto Obras Aeroporto Foz do Iguaçu
Comitiva presidencial visitando as obras em Foz – Imagem: Valdenio Vieira / Palácio do Planalto

Para o diretor-geral brasileiro da Itaipu, general Joaquim Silva e Luna, o apoio da empresa às obras que vão mudar Foz do Iguaçu e região fazem parte da missão da empresa e estão alinhadas com as diretrizes do governo federal.

“Além de gerar energia elétrica, também devemos impulsionar o desenvolvimento econômico, turístico e tecnológico, sustentável, no Brasil e no Paraguai, por isso entendi, junto com a minha diretoria, que deveríamos investir naquilo que deixasse legado”, afirmou Joaquim. “Queremos que o cidadão comum perceba com facilidade onde o dinheiro está sendo aplicado e, por isso, investimos em obras estruturantes, como na importante melhoria do aeroporto.”

Com informações oficiais da Infraero

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Murilo Bassetohttp://www.aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduando em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias