Austral recebe 20 propostas para substituir seus Embraer 190

O grupo Aerolineas Argentinas relatou através de um comunicado de imprensa na última quarta-feira, 24 de outubro, que recebeu 20 propostas para substituir sua frota de 26 aviões Embraer E190 operado por sua divisão regional Austral.

O processo era um dos eventos mais esperados do ano passado, mas acabou tendo andamento somente agora.




Avião Embraer 190 Austral

Embraer 190 da Austral

A Austral Líneas Aéreas recebeu 20 ofertas de fabricantes de aeronaves e empresas de leasing para a renovação de sua frota, em busca de melhorar sua competitividade e ampliar seus serviços. As propostas incluem a substituição das 26 aeronaves da Embraer.

Os envelopes com as 20 ofertas das empresas interessadas foram abertos em uma cerimônia realizada na sede da Austral, na cidade de Buenos Aires. As propostas foram apresentadas por AerCap, Airbus, Aircastle, Air Lease Corporation, Aviation Capital Group, Avolon, Azorra, Boc Aviation, Boeing, CFM, Embraer, Falko, GE Capital Aviation Service, Jet Trading and Leasing, Macquarie, Nordic Aviation Capital, Pratt & Whitney, Regional One, SMBC Aviation Capital e Willis Lease.

Dos aviões da Embraer na Austral, 22 são próprios e os outros 4 são de arrendamento. Essas aeronaves foram incorporadas a partir do ano de 2010.

As ofertas serão agora analisadas detalhadamente pela empresa, para apresentá-las ao Conselho de Administração, que deverá ser quem tomará a decisão final sobre a operação. Como parte do processo, a Austral irá descartar as aeronaves da Embraer, parcial ou totalmente, de acordo com um cronograma a ser determinado.

“É um marco na história da Austral, estamos muito felizes pela excelente resposta e participação. Não é só porque houve 20 ofertas, mas a qualidade das empresas que as fizeram”, afirmou Claudio Encinas, Diretor Econômico Financeiro do Grupo Aerolíneas.

A decisão sobre qual oferta é aceita e o momento em que a substituição é feita depende de vários fatores. Além do custo das novas unidades, deve ser levado em conta o valor que os licitantes dão à frota que a Austral irá se desfazer, o valor do leasing dessa mesma frota enquanto permanecer em serviço, a transição entre uma frota e outra (treinamento de tripulação, adaptação de hangares, substituição de estoque de peças de reposição, treinamento de mecânicos) e o número final de aeronaves a serem substituídas.

Avião Embraer 190 Austral

Embraer 190 da Austral

Os termos e condições de trabalho que a empresa possui com os sindicatos que representam seus trabalhadores também farão parte da equação. Deve ser lembrado que existe atualmente uma mesa de diálogo aberta entre os sindicatos de funcionários da Austral e a empresa para discutir precisamente essas condições.

As empresas de licitação enviaram as propostas separadas em definições técnicas e econômicas. Os envelopes abertos correspondem às propostas econômicas, que são obrigatórias para as empresas licitantes.

Algumas das propostas poderiam incluir a venda direta de aeronaves, contemplando seu financiamento, e outras poderiam apontar para o leasing das mesmas. Em todos os casos, como era uma condição da licitação, todas as propostas incluem a compra das aeronaves operadas atualmente pela Austral.

A intenção da empresa é substituir os Embraer 190 por aviões novos de fábrica, e que sejam também da mais recente tecnologia do fabricante, visando consumo mais eficiente de combustível, menor impacto ambiental e custos operacionais mais competitivos.

 
Informações pelo Aviación Online.
 




Airbus oferece A320neo para Austral e A350XWB para a Aerolíneas

Aerolíneas Argentinas elimina a Classe Executiva de seus voos regionais

Flybondi atinge 500 mil passageiros transportados em menos de 8 meses

Murilo Basseto

Formado em Engenharia, foi um dos líderes do Urubus Aerodesign da Unicamp e um dos responsáveis por alçar o grupo à elite mundial da engenharia aeronáutica universitária. Atualmente é Editor-Chefe do AEROIN.