Aviação na Bahia é impulsionada por incentivos fiscais e melhorias na infraestrutura

Pouso no Aeroporto de Vitória da Conquista – Imagem: Governo da Bahia

Segundo diz o governo local, a Bahia é o segundo estado brasileiro em quantidade de equipamentos aeroviários, atrás apenas de Minas Gerais. Atualmente, o território baiano possui mais de 50 aeródromos sob responsabilidade do Estado. Nos últimos anos, foram intensificados os investimentos na infraestrutura desses equipamentos e também no incremento da malha aérea, com a ampliação dos voos regionais, que continua avançando.

Entre as obras mais recentes do setor, o Aeroporto de Guanambi, no sudoeste do estado, passou a receber voos comerciais da Azul Linhas Aéreas Brasileiras após ser requalificado. A rota entre Belo Horizonte e o município baiano tem quatro frequências semanais, às segundas, quartas e sextas-feiras e aos domingos, com partidas da capital mineira às 13h, via aeroporto de Confins, e chegadas às 14h50, em Guanambi.

As viagens reversas estão previstas para as 15h35, com pouso na cidade mineira às 17h25. Os voos, com passagens à venda desde o início de setembro, no site da companhia, são operados por aeronaves turbo-hélice ATR-72, com capacidade para 70 passageiros.

O Aeroporto de Guanambi recebeu investimentos da ordem de R$ 15 milhões nos últimos cinco anos. Entre as etapas realizadas mais importantes, estão a pavimentação da pista de pouso e decolagem, a recuperação do balizamento noturno e a implantação da área de giro das cabeceiras, que facilita a manobra de aeronaves.

Está prevista ainda, a partir do dia 28 de outubro, a retomada dos voos para Lençóis, na Chapada Diamantina, interrompidos desde o início da pandemia, em 2020. A ligação será também com Belo Horizonte, a partir do aeroporto de Confins, em aeronaves ATR, com duas frequências semanais, às quintas e aos domingos.

Os voos partem da cidade mineira às 13h20 e chegam em Lençóis às 15h35. Na volta, as decolagens serão às 16h20, com chegadas em Minas Gerais às 18h40. As passagens também já estão à venda no site da Azul.

Voando em todas as direções

Os novos voos resultam das ações do Governo do Estado para ampliar a malha aérea da Bahia, com benefícios como a redução do ICMS para o querosene de aviação. “Nosso programa de incentivo fiscal é importante para viabilizar a entrada desses voos regionais. A Bahia renuncia a tributos do combustível de aviação para, em contrapartida, as empresas aéreas colocarem voos regionais. Ou seja, quantos mais voos regionais a empresa tiver, maior será o desconto na compra de combustíveis aqui no estado. É um estímulo fundamental”, afirma o governador Rui Costa.

Ainda segundo Rui, “estamos ampliando nossa infraestrutura no estado para recepcionar voos. Já entregamos o Aeroporto de Vitória da Conquista, agora vamos ampliar o Aeroporto de Barreiras e, com isso, nós vamos viabilizando mais voos para todo o estado”.

Um novo aeroporto está sendo construído em Bom Jesus da Lapa. A obra da pista foi concluída e a implantação do terminal de passageiros está começando. Em Campo Formoso, no norte do estado, a pista de pouso já foi concluída e a obra segue em ritmo acelerado. Já em Senhor do Bonfim, as obras do terminal de passageiros no novo aeroporto estão em fase inicial.

Vitória da Conquista

Em 2019, baianos e turistas passaram a contar com o novo Aeroporto Glauber Rocha, em Vitória da Conquista. Projetado para atender grandes demandas, o aeroporto recebe aeronaves de grande porte como o Boeings 737-800 e também minimiza as interferências climáticas nos pousos e decolagens por ter equipamentos mais avançados de navegação aérea.

A pista de pouso e decolagem tem extensão de 2.100 metros, podendo chegar até 3.200 metros, e o pátio tem capacidade para até cinco aviões. O terminal de passageiros possui 3.500 metros quadrados e estacionamento de 460 vagas. A sala de embarque comporta 300 passageiros e dispõe de dois sistemas de raio-X e duas esteiras de bagagem. A praça de alimentação inclui duas cafeterias, um restaurante e três locadoras de veículos.

Barreiras

O Aeroporto de Barreiras, no extremo oeste baiano, vai passar por ampliação. A obra será feita a partir do Termo de Compromisso assinado com a Secretaria de Aviação Civil (SAC). O objetivo é a requalificação para aumentar a capacidade de atendimentos aos usuários e às operações aéreas. O investimento será de R$ 45 milhões do Governo Federal, com contrapartida do Estado da Bahia de R$ 19,2 milhões.

No equipamento, as obras realizadas serão de ampliação da área de movimentação de aeronaves (pátio e pista) e a construção do novo terminal de passageiros. O aeroporto é considerado o mais importante do extremo oeste baiano e atende municípios como Luís Eduardo Magalhães, São Desidério e Santa Rita de Cássia, além de Barreiras.

Bom Jesus da Lapa

Em breve, a região do Velho Chico receberá a construção de um novo aeroporto em Bom Jesus da Lapa. A primeira etapa da obra, que englobou a área de movimentação de aeronaves, foi concluída no último mês de agosto. A próxima fase, que corresponde à implantação do terminal de passageiros, à instalação de equipamentos de auxílio à navegação aérea e à execução dos serviços complementares, se encontra em fase inicial.

O equipamento aeroviário ficará localizado em uma nova área patrimonial que permitirá a operação com aviação regular e geral. Para isso, o projeto abrange a implantação de uma pista de pouso e decolagem com 1.550 metros por 30 metros de largura. O investimento é de cerca de R$ 25 milhões.

O envolvimento da malha urbana no atual aeroporto de Bom Jesus da Lapa, na região do Velho Chico, não permite a operação com a aviação regular por conta das restrições operacionais. Com isso, no município de maior população da região do Velho Chico, a implantação do novo aeroporto vai beneficiar o desenvolvimento do turismo religioso na atração de mais fiéis para participarem da romaria. Além disso, vai contribuir para o aumento de empresas interessadas na instalação de parques solares na região.

Senhor do Bonfim

Um aeroporto também será construído no município de Senhor do Bonfim, na região Piemonte Norte do Itapicuru. A implantação da área de movimentação de aeronaves, que é a primeira fase de execução dos serviços, foi finalizada em junho deste ano. A segunda etapa, referente à construção do terminal de passageiros, instalação de equipamentos de auxílio à navegação aérea e execução dos serviços complementares, está em fase inicial. O investimento previsto é de R$ 25 milhões. O equipamento aeroviário em Senhor do Bonfim vai contribuir na atração de novos negócios no setor de comércios e serviços na região.

Porto Seguro

Estudos de viabilidade para a implantação de um novo aeroporto na região da Costa do Descobrimento estão em fase final de desenvolvimento pela Secretaria de Infraestrutura do Estado (Seinfra), para atender a demandas futuras da aviação regular no extremo sul da Bahia. O edital de construção do novo equipamento deve ser lançado ainda em 2021.

Informações do Governo da Bahia

Leia mais:,

Juliano Gianotto
Ativo no Plane Spotting e aficionado pelo mundo aeronáutico, com ênfase em aviação militar, atualmente trabalha no ramo de fotografia profissional.

Veja outras histórias

Conferência em Portugal sobre o Programa KC-390 reúne Forças Aéreas e...

0
O evento reuniu representantes de Forças Aéreas e de empresas de diversos países para falar sobre a evolução da aeronave KC-390 Millennium.