Avianca Brasil fará leilão de bens em Congonhas que pode arrecadar R$ 207 milhões

Mais um capítulo da falência da Avianca Brasil, nome fantasia da Oceanair Linhas Aéreas, está chegando: o tão esperado leilão de bens.

Segundo informações da Alvarez & Marsal, administradora judicial da empresa falida, o leilão ocorrerá no próximo dia 31 de agosto, terça-feira, e será o maior em valor feito pela empresa até hoje. Desde a Recuperação Judicial e Falência da Avianca Brasil, apenas uma pequena parcela de funcionários receberam o devido valor de salários atrasados, verbas rescisórias e multas trabalhistas.

Essa pequena porção recebeu o dinheiro da Avianca Holdings (Panamá), por decisão dos juízes, porém, a maioria dos ex-funcionários, credores e passageiros não recebeu um real sequer. Agora, a esperança de reaver os valores surge com o leilão.

O certame será realizado no site Mega Leilões e inclui o hangar de manutenção da empresa em Congonhas, além de várias salas que eram usadas para o setor administrativo e de treinamento. Não está inclusa ainda nenhuma das carcaças das aeronaves Airbus A318 e A319 que eram de propriedade da companhia.

Além disso, está incluso boa parte do ferramental e equipamentos da empresa, que também estão em outros aeroportos brasileiros, incluindo o de São José dos Campos, onde a empresa-irmã de manutenção Digex (que também está em Recuperação Judicial) é sediada.

São oito lotes distintos, com lances mínimos indo de US$ 133 mil dólares até US$ 15 milhões. No total, caso sejam feitos ao menos um lance em cada um dos lotes, o valor arrecadado pode chegar à US$ 39 milhões, equivalente hoje a R$207 milhões de reais.

Caso algum lote não tenha lance no dia 31, está programado um novo leilão para o dia 13 de setembro, com 50% de desconto nos lances. Dentre os primeiros grupos a receberem os valores arrecadados estão a administradora judicial, os ex-funcionários e credores, a depender do tipo da dívida.

Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias