Avianca Brasil garante aviões na frota; Justiça espera novo plano

O juiz da 1ª Vara de Falências e Recuperações Judiciais, Tiago Henrique Papaterra Limongi, negou agora há pouco o pedido de reintegração de posse dos aviões da Avianca Brasil pelos seus arrendadores, segundo reportou o portal Panrotas.

Segundo publicado oficialmente, uma nova revisão será feita em 30 dias a partir da segunda decisão (18/01). Essa decisão ainda não está nas folhas do processo, apenas no andamento e em vias de ser disponibilizado no site do tribunal.

Fontes consultadas pelo AeroIN afirmam que até a próxima audiência (sem se especificar se seria sobre a audiência do dia 14 referente a recuperação judicial em si ou do dia 18 referente a disputa de leasing) a empresa deverá receber um novo investidor, provavelmente Paul Singer da Elliott Management Corporation.

O valor do investimento estaria em torno de R$250 milhões, além de um possível aporte por parte da Avianca Holdings e/ou United Airlines.

A expectativa é que a empresa mantenha as operações normais mesmo com a devolução de aeronaves: dois Airbus A320 que estavam na Avianca Argentina retornarão para a matriz brasileira; o fim da rota São Paulo – Santiago do Chile deixará disponível mais dois A320 para voos domésticos além da devolução dos A330 que causará uma redução de custos.

Preço do leasing pode subir

Pátio do Aeroporto de Juazeiro do Norte
Pátio de Juazeiro do Norte – Imagem: Infraero

A disputa de leasing hoje gira em torno da AirCastle, que procura retomar 10 aviões. Outras empresas menores de leasing com uma quantidade menor de aeronaves arrendadas à Avianca Brasil também querem de volta as aeronaves, mesmo com a regularidade de pagamentos.

A GE que disputava a retomada de 10 aviões já entrou em acordo com a Avianca Brasil logo após a ANAC publicar de maneira arbitrária o suposto cancelamento de matrículas.

O medo causado pela Recuperação Judicial e certa “instabilidade” jurídica sobre a devolução ou não das aeronaves não agradou as empresas de leasing. Segundo uma fonte em uma grande empresa de leasing na Irlanda, a expectativa que a partir de agora o preço do leasing seja reajustado para cima na hora de renovar o contrato com qualquer aérea brasileira.

A Avianca Brasil por sua vez informou que a tutela de suas aeronaves foi prorrogada até a Assembleia Geral dos Credores, que deve acontecer na primeira quinzena de abril.

Informações por Danilo Alves do portal Panrotas

Carlos Ferreira

É profissional de marketing e pesquisador de temas relacionados à aviação há quase duas décadas. Leva a câmera fotográfica para onde vai e faz mais fotos de aviões do que dos passeios. Responsável pela linha editorial da revista eletrônica AEROIN.net.