Avianca garante financiamento de US$ 1,6 bilhão e ganha fôlego operacional

A Avianca Holdings garantiu um pacote de financiamento de US$ 1,6 bilhão de credores novos e existentes que permitirá ao grupo sediado no Panamá e com maior operação na Colômbia, sair de sua reestruturação sob a égide do Chapter 11 da Lei Americana.

De acordo com uma moção apresentada ao Tribunal de Falências dos Estados Unidos para o Distrito Sul de Nova Iorque, o financiamento compreende US$ 1,05 bilhão de um grupo de credores que inclui alguns já existentes e outra tranche de US$ 550 milhões de um pool de credores totalmente novos.

“As duas tranches têm termos comerciais ligeiramente diferentes, mas ambas serão usadas para substituir a Tranche A existente [financiamento do devedor em posse – DIP] e ambas serão convertidas, por opção dos Devedores (sujeito ao cumprimento de certas condições precedentes), para Financiamento de saída da recuperação judicial.

A Avianca Holdings planeja usar os novos empréstimos para refinanciar totalmente seu financiamento DIP Tranche A de US$ 1,4 bilhão que foi aprovado pelo Tribunal de Falências dos Estados Unidos em outubro de 2020 e já totalmente tomado. Além disso, os novos fundos proporcionarão ao grupo cerca de US$ 220 milhões em liquidez adicional. A Avianca Holdings enfatizou que o novo financiamento viria a uma taxa de juros mais baixa do que sua linha de crédito DIP Tranche A existente.

O novo crédito é resultado do processo lançado em abril, no qual a Avianca Holdings buscou até US$ 1,8 bilhão em financiamentos pós-Chapter 11. A controladora da Avianca Airlines solicitou uma audiência de aprovação a ser realizada em 26 de julho de 2021.

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

Clássico avião 737-200 de 41 anos volta ao Brasil de hoje...

0
O modelo da primeira geração da família 737, que tem pouquíssimas unidades ainda em operação pelo mundo, novamente virá ao Brasil hoje.