Avianca Holdings respira aliviada com acordo para receber até US$ 250 milhões

Avianca Holdings

A Avianca Holdings da Colômbia chegou a um acordo com a United Airlines Holdings e a Kingsland Holdings S.A. para que a companhia sul-americana receba financiamentos de até US$ 250 milhões, enquanto executa um plano de renegociação de dívidas.

Como parte do acordo, a United e a Kingsland — um dos principais acionistas da Avianca — fornecerão um empréstimo de quatro anos a uma taxa de juros de 3% a.a. Todas as partes reservam-se o direito de converter o empréstimo em ações a um preço por ação de US$4.62, representando um prêmio de 35% para o preço ponderado de 90 dias. O acordo será garantido por um penhor de ações das subsidiárias da Avianca.

Documentação em fase final para a Avianca Holdings assegurar o crédito

A documentação final ainda está sendo redigida, e deve ser executada até meados de outubro, segundo as empresas disseram em comunicado. O financiamento permanece sujeito a determinadas condições, como a conclusão bem-sucedida do plano de reelaboração de perfis de dívida da Avianca, bem como o chamado pelo plano estratégico da “Avianca 2021”.

Avianca Holdings

“Este acordo representa mais um passo crucial na execução do nosso plano, com base no sucesso que alcançamos até à data na oferta de troca de títulos”, disse o CFO da Avianca, Adrian Neuhauser. “Acreditamos que os termos que concordamos são muito atraentes, e estamos gratos pela confiança que a United e a Kingsland continuam a colocar na empresa e na sua gestão.”

A Avianca disse em uma declaração que continua a trabalhar “rapidamente para finalizar as negociações com seus credores”.

O portador colombiano recebeu pela última vez um empréstimo de US$50 milhões em setembro, provenientes da Kingsland. Em maio, a Avianca passou por uma revisão de gestão que viu Anko Van der Werff e Neuhauser entrar para preencher as funções de CEO e CFO, respectivamente.

A mudança de liderança — que também incluiu a nomeação de um novo Conselho — veio como parte de um acordo com a United para que a última provesse mais financiamentos.

Carlos Ferreira

É profissional de marketing e pesquisador de temas relacionados à aviação há quase duas décadas. Leva a câmera fotográfica para onde vai e faz mais fotos de aviões do que dos passeios. Responsável pela linha editorial da revista eletrônica AEROIN.net.