Início Empresas Aéreas Avianca: nova divisão no México e fusão da divisão brasileira com a...

Avianca: nova divisão no México e fusão da divisão brasileira com a colombiana

Nesta semana, o presidente e CEO da Avianca Holdings (Avianca Colômbia + TACA), Hernán Rincón, em entrevista ao periódico colombiano Portafolio, anunciou que a empresa irá abrir quatro novas rotas internacionais em 2018, e falou sobre a Avianca México e a fusão com a Avianca Brasil.




“Vamos começar a voar para um novo país na Europa, será a Alemanha com a rota Bogotá – Munique a partir de outubro de 2018”, declarou Hernán. A divisão colombiana também está em forte expansão nos EUA, com três novos destinos: Chicago, Houston e Newark.

Avianca pra lá, Avianca pra cá

A Avianca Holdings é o grupo que controla todas as divisões da Avianca na América Latina, com exceção da Avianca Brasil. A divisão brasileira é controlada diretamente pelo Synergy Group, fundado pelos irmãos Efromovich, e que controla também a Avianca Holdings.

A sinergia entre a Avianca Brasil e a Holdings tem aumentado nos últimos anos com o fim da marca Oceanair, a entrada da brasileira na Star Alliance e o início dos voos desta para a Colômbia. O próximo passo seria uma efetiva fusão das empresas, permitindo menos burocracia no repasse de aeronaves e manutenção destas por exemplo, de maneira similar ao que a LATAM faz.

Esta decisão será feita no primeiro trimestre de 2018. “Estamos na parte final do acordo, que pela greve não podíamos avançar, porém esperamos tomar a decisão se iremos nos fundir e de como será isso no começo do próximo do ano” disse Hernán.

Avianca México! 

Depois da Argentina, o México será o próximo país a contar com uma Avianca. Os rumores surgiram semanas atrás, sobre a Aeromar ser vendida para a Avianca Holdings e tornar-se a Avianca México.

A Aeromar é uma companhia mexicana que opera uma frota de aeronaves ATR 42 e 72, realizando voos domésticos e para estados americanos fronteiriços. É uma operação basicamente regional, no estilo que a argentina Avian fazia (em menor escala) antes de ser comprada pela Avianca e se tornar Avianca Argentina.

Segundo Hérnan, “As conversas com a Aeromar estão avançadas para converter a companhia na Avianca México. Ali vamos fortalecer a operação e, no momento adequado, integrar com a nossa operação”. A nova companhia deve surgir apenas no próximo ano e deve manter a operação com apenas aeronaves ATR.

O México é um país que conta com presença tímida da LATAM, principal concorrente da Avianca. Apesar do fim da tradicional companhia Mexicana de Aviación, o único país latino na América do Norte tem visto um crescimento na aviação nos últimos anos, com a criação e expansão da Interjet, Viva Aerobus e Volaris, todas companhias de baixo custo.

Com informações do periódico Portafolio
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagens pela Avianca Brasil e Azul Linhas Aéreas. #GoBroncos #GoBeach #2A