Avião da Air Canada pousa sem uma roda após perder ela na decolagem

Um Airbus A319 da Air Canada perdeu uma de suas rodas logo após sair de Nova Iorque, mas só foi perceber a falta dela quando estava para pousar no Canadá.

Air Canada A319

A ocorrência foi a pouco mais de uma hora atrás, às 15h55 em Toronto, 17h55 horário de Brasília. O avião em questão era o A319 de matrícula C-GAQL e fazia a rota do Aeroporto de LaGuardia em Nova Iorque para Toronto.

Inicialmente, foi indicado no painel da aeronave que os freios estavam superaquecidos, e a tripulação pediu para os controladores de Nova Iorque para seguirem em altitude e velocidade reduzida, de maneira que fosse possível resfriar os freios com o próprio ar externo, procedimento comum e previsto no manual do jato.

Segundo dados do FlightRadar24, a aeronave seguiu subindo mais devagar por três minutos aproximadamente, ainda com o trem abaixado. Logo depois, recolheu o trem de pouso e subiu normalmente até a altitude de cruzeiro de 30 mil pés.

Na aproximação para Toronto, novamente a indicação de superaquecimento dos freios surgiu, sendo assim a tripulação pediu para realizar uma passagem baixa para a torre averiguar a situação do trem de pouso, quando foi constatada a perda da roda externa do conjunto direito do trem de pouso principal.

A tripulação seguiu para o pouso que ocorreu sem maiores problemas, nenhum dos 125 ocupantes sofreu algum tipo de ferimento e a aeronave conseguiu sair da pista sem problemas após uma inspeção rápida das equipes de emergência.

Com informações do jornalista Tom Podolec da CTV News Toronto

Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagens pela Avianca Brasil e Azul Linhas Aéreas. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias

Boeing 777 perde um pedaço do motor em voo, assustando os...

0
Um pedaço da nacele do motor esquerdo de um Boeing 777-200 da Japan Airlines (JAL) se desprendeu em pleno voo, assustando os passageiros