Avião Airbus A340-600 da South African passa por São Paulo em seu caminho ao deserto

Pousou nesta tarde no Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo, o jato Airbus A340-600 da South African de matrícula ZS-ZNH, que será o primeiro do modelo a ser aposentado pela companhia sul-africana. A retirada dos quadrijatos da frota é motivada pela chegada de aviões mais modernos e eficientes, como o Airbus A350.

Recentemente, a South African iniciou um processo de licitação para a venda de nove aviões do modelo, enquanto isso eles deverão permanecer estocados até encontrarem um comprador.

No caso deste A340-600, seu próximo destino será San Bernardino, no sul da Califórnia. A cidade tem um grande aeroporto, que é também um cemitério de aviões, onde o quadrijato aguardará seu destino. O voo de São Paulo para San Bernardino decola nesta tarde de Guarulhos.

O A340-600 é o maior jato da Airbus em comprimento e, por anos, foi o maior do mundo, até ser ultrapassado pelo 747-8 e depois pelo 777-9, ambos da Boeing. Na South African ele tem uma capacidade para transportar até 317 passageiros, sendo 275 na econômica e 42 na executiva. O avião deve partir ainda nesta tarde para os EUA.

african
Rota da aeronave que pousou na tarde desta terça, 28, em São Paulo

Renovação de frota

“Depois de recebermos os quatro novos Airbus A350-900, tornou-se necessário vender nossos modelos mais antigos para acomodar os novos modelos que contam com recursos superiores, como a cabine mais silenciosa proporcionando um ambiente de voo mais relaxante, mais assentos com espaço extra para as pernas na classe econômica e leitos na classe executiva”, disse Zuks Ramasia, CEO da SAA.

“Quando recebemos cinco A330-300 no final de 2017 e início de 2018, já tínhamos planejado aposentar cinco A340 na época, mas devido ao processo de manutenção, a retirada das aeronaves antigas foi adiada. Agora chegou o momento de vendê-las”, disse ela.

Os novos A350 começaram a operar na sua malha internacional da empresa na semana passada, com voos para Nova Iorque. A companhia aérea anunciou a venda das nove aeronaves em 10 de janeiro. A data de final para envio de propostas é 30 de janeiro às 11h00, horário da África do Sul.

As aeronaves à venda costumavam operar em rotas domésticas de alta densidade e internacionais, que agora serão operadas pelos A330 e A350-900.

Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagens pela Avianca Brasil e Azul Linhas Aéreas. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias

Aérea paquistanesa emprega 500 pessoas por avião; Emirates 231

0
O Comitê Permanente do Senado Paquistanês continua a revelar as ineficiências de boa e má-fé da empresa aérea estatal paquistanesa, Pakistan International