Avião ATR é arrastado por ventos e Aeroporto da Pampulha fica alagado

O Aeroporto Carlos Drummond de Andrade em Belo Horizonte, mais conhecido como Aeroporto da Pampulha, ficou alagado nesta terça-feira e um avião ATR foi arrastado.

Avião ATR

Um forte temporal atingiu Belo Horizonte no final da tarde, com muitos raios, chuva de granizo e muita água. Diversas avenidas, como a Bernardo Vasconcelos, ficaram alagadas.

Mas o que chamou atenção foi o Aeroporto da Pampulha, que voltou a alagar. Administrações anteriores falaram que o problema de alagamento no aeroporto teria sido resolvido com uma obra próxima ao Campus da Pampulha da UFMG, mesmo que água não viesse da direção da universidade.

Os constantes alagamentos são uma das justificativas se quem é contra a volta de voos comerciais regulares para o aeroporto. Moradores, funcionários que trabalharam lá e passageiros citam a falta de infraestrutura como grande problema do antigo terminal.

Hoje o aeroporto não conta com nenhum voo comercial regular, já que existe uma portaria do Ministério da Infraestrutura que limita os voos para apenas aeroportos mineiros, fazendo assim inviável a operação comercial.

ATR arrastado pelo vento

Um pequeno incidente ocorreu durante a ventania e tempestade no aeroporto. Enquanto o pátio Sul estava alagando, o pátio Norte, onde ficam os hangares de manutenção da Azul, sofreu com os fortes ventos.

Devido à forte ventania e à circulação de ar dentro do hangar, que entra pela grande porta, um avião turboélice ATR foi movimentado pela pressão de ar exercida lateralmente em sua cauda.

O vídeo que circula nas redes sociais mostra mecânicos da Azul afastando os andaimes e escadas da aeronave, a fim de não danificar os aviões, quando o ATR começa a “girar” no hangar por contra própria, e é segurado pelos técnicos.

Nenhum dano foi reportado na aeronave, e a Azul ainda não se posicionou sobre o assunto.

Veja outras histórias

Raro Boeing 747SP tem nariz destruído em colisão com outro avião...

0
Imagens compartilhadas nas redes sociais nessa quarta-feira (28) mostram danos impressionantes em um dos dois Boeings 747SP