Avião ATR enfrenta situação adversa de voo e tripulante fratura o tornozelo na ocorrência

Investigadores estão analisando uma situação adversa de voo envolvendo um avião ATR, durante a qual um membro da tripulação fraturou o tornozelo devido à ocorrência.

Avião ATR 42 Japan Air Commuter

A situação foi classificada como “upset”, termo técnico que indica uma condição perigosa nas operações da aeronave, na qual a atitude ou velocidade do voo site dos limites normais de operação para os quais foi projetada. Isso pode resultar na perda de controle da aeronave e, às vezes, na perda catastrófica da própria aeronave.

O turboélice ATR-42-600 da companhia aérea Japan Air Commuter, de matrícula JA01JC, decolou de Kagoshima para Tanegashima no último sábado, 12 de outubro, realizando o voo JC-3763.

Segundo o FlightGlobal, o JTSB (Japan Transport Safety Board, órgão de investigação da acidentes do país) declarou que a aeronave estava a 35 milhas náuticas (65 km) a Noroeste do destino, e estava descendo cruzando a altitude de 10.500 pés (3.200 metros) quando o incidente ocorreu.

A notificação preliminar afirma que a aeronave foi “sacudida”, mas não indica se isso foi causado por turbulência ou outras circunstâncias.

O Japão estava sob influência do tufão Hagibis, que se aproximava em 12 de outubro, mas Tanegashima estava localizada nas margens externas da tempestade, ainda sem maiores efeitos climáticos.

Com a violência da sacudida da aeronave, o JTSB informou que um membro da equipe de comissários de bordo sofreu uma fratura grave no tornozelo direito. Não há maiores informações sobre nome ou sexo do tripulante ferido.

Os dados meteorológicos do aeroporto na data indicam boa visibilidade e nenhuma condições adversas, com ventos de Noroeste a cerca de 18 nós (33 km/h).

Apesar de o ATR estar perto de seu destino, segundo dados do FlightRadar24 os pilotos optaram por retornar a Kagoshima, onde a aeronave pousou cerca de 40 minutos após a partida.

Voo JC-3763 do dia 12 de outubro – Imagem: FlightRadar24

A Japan Air commuter é uma companhia japonesa com sede em Kagoshima, e opera serviços regionais de alimentação aos voos da Japan Airlines. Além da base principal no aeroporto de Kagoshima, também tem hubs nos aeroportos de Osaka, Amami e Fukuoka.

Sua frota atual é composta por 6 unidades do ATR-42-600 como o do incidente, além de outras 2 unidades do modelo maior ATR-72-600 e outros 3 turboélices menores modelo Saab 340.

Murilo Basseto

Formado em Engenharia, foi um dos líderes do Urubus Aerodesign da Unicamp e um dos responsáveis por alçar o grupo à elite mundial da engenharia aeronáutica universitária. Atualmente é Editor-Chefe do AEROIN.