Avião Embraer com deputado federal a bordo acaba num matagal em Anapu (PA)

Foto Deputado Federal – Paulo Bengston

Todos os quatro ocupantes de um Embraer 720D saíram ilesos após uma pane na aeronave em que estavam e um pouso numa pista não registrada em Anapu, no Pará, a 680 km de Belém. Dentre os passageiros do voo estava o deputado federal Paulo Bengston, corregedor da Câmara dos Deputados.

A pequena aeronave fabricada em 1984, de propriedade do deputado e com todas as licenças em dia, segundo dados públicos obtidos junto ao Registro Aeronáutico Brasileiro (RAB), decolou do Aeródromo Brigadeiro Protásio de Oliveira, em Belém, na tarde de 14 de setembro com destino ao Aeródromo de Altamira, também no Estado do Pará. A bordo seguiam, além do deputado, o piloto e mais dois passageiros.

Segundo o registro do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA), por volta das 14h40, o piloto relatou haver tido a necessidade de realizar um pouso forçado numa pista não homologada do município de Anapu. Durante o pouso, ocorreu a saída da aeronave pela cabeceira oposta, vindo esta a terminar sua viagem num matagal. A aeronave teve danos substanciais e a investigação está em andamento. Ainda não se tem informações sobre o que teria levado o piloto a decidir pelo pouso não programado.

“Venho aqui para compartilhar mais um livramento. Uma nova vitória! Hoje, quando eu e mais três pessoas seguíamos para Anapu de monomotor, sofremos um acidente no momento do pouso. O susto foi grande, mas nada de grave aconteceu. Tivemos ferimentos leves e estamos todos bem, graças ao nosso bom Deus. Agradeço as orações e todo o carinho recebido“, publicou o Deputado no Instagram.

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

Avião Airbus A320 LATAM

LATAM Peru tem data para retomar voos para o Brasil

0
Com o passar da Pandemia do Coronavírus, a subsidiária peruana da LATAM já programa a volta dos voos internacionais pelo continente.