Início Empresas Aéreas Avião elétrico Airflow vende mais 50 unidades e atinge US$200 milhões em...

Avião elétrico Airflow vende mais 50 unidades e atinge US$200 milhões em pedidos

Concepção da aeronave nas cores da Ravn Alaska – Imagem: Airflow

A Airflow, Inc., uma empresa aeroespacial que está construindo uma aeronave elétrica de decolagem e pouso curtos (eSTOL) de última geração, anunciou uma carta de intenções com a Ravn Alaska, a companhia aérea regional baseada em Anchorage, para fornecer 50 aviões.

A Airflow foi fundada em 2019 por cinco ex-membros da equipe do Airbus Vahana (protótipo de veículo aéreo pessoal elétrico de oito hélices VTOL – pouso e decolagem verticais) para levar os recursos eSTOL ao mercado de passageiros e logística mid-mile.

Imagem: Airflow

Este acordo com a Ravn Alaska leva a carteira total de pedidos da Airflow, incluindo outros clientes, para mais de US$ 200 milhões para sua aeronave inovadora que permite aos operadores expandir muito onde podem voar, melhorar sua economia operacional e reduzir as emissões em um cronograma de curto prazo com entrada em serviço planejada para 2025.

“Como uma operadora regional, estamos comprometidos em servir as muitas comunidades grandes e pequenas do Alasca. Isso significa que estamos constantemente buscando novas maneiras de oferecer o melhor valor e experiência para os habitantes do Alasca”, disse Rob McKinney, CEO da Ravn Alaska.

“Com a Airflow, nós nos beneficiamos dos novos recursos que a aeronave oferece, que abrem novos e diferentes destinos, a eficiência da eletrificação em constante melhoria e o alinhamento entre nossa frota e as crescentes demandas de nossos clientes para viajar com a menor pegada de carbono possível”, ressalta o executivo.

Imagem: Airflow

A equipe da Airflow se diz apaixonada por expandir os benefícios da aviação para o mundo e tem profunda experiência no desenvolvimento aeroespacial e de tecnologia. O histórico da equipe fundadora inclui, além de pessoas da Airbus, também da Eclipse Aviation, Northrop Grumman, Uber Elevate, Airware e Scaled Composites.

“De transportadoras de logística a companhias aéreas de passageiros, ouvimos claramente que a demanda está aumentando. Na Airflow, fazemos parceria com empresas que buscam adicionar novas aeronaves com novos recursos às suas frotas que sejam flexíveis, econômicas e neutras em carbono”, disse Marc Ausman, CEO e cofundador da Airflow.

“A equipe do Airflow já projetou, construiu e pilotou novas aeronaves em escalas de tempo rápidas antes, e agora estamos aplicando esses aprendizados a uma aeronave que irá melhorar a economia operacional para as companhias aéreas e contribuir positivamente para reduzir o impacto do carbono da aviação”, completa o CEO.

As aeronaves híbridas-elétricas da Airflow, segundo descreve a empresa, são capazes de entrar em serviço sem novos requisitos de infraestrutura e barreiras de certificação limitadas em comparação com outros participantes do mercado de aviação elétrica. A aeronave da Airflow oferece aos operadores a capacidade de reduzir custos operacionais, ruído e expandir sua rede de rotas.

Futuros modelos de aeronaves da Airflow apresentarão sistemas autônomos para melhorar ainda mais a eficiência de custos e a segurança.

Informações da Airflow