Avião Embraer 190 estreia operações em mais uma empresa aérea

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Avião Embraer E190 Myanmar Airways International
O primeiro E190 da Myanmar Airways – Imagem: Embraer

Depois de ter chegado no final de outubro a sua nova casa em Myanmar, país no sudeste da Ásia, o primeiro Embraer E190 da Myanmar Airways International (MAI) finalmente entrou em operação nesta segunda-feira, 21 de dezembro.

Registros do FlightRadar24 mostram que o jato havia feito dois voos locais de teste em Yangon no dia 19 de dezembro, antes de começar sua sequência de voos comerciais, que contou com quatro partidas no primeiro dia: uma ida e uma volta para Myeik e também ida e volta para Sittwe.

Os voos do 1º E190 da Myanmar – Imagem: FlightRadar24

Segundo informa a Embraer em nota nesta terça-feira, 22 de dezembro, um segundo E190 está previsto para chegar amanhã, dia 23 de dezembro, para a companhia aérea expandir suas rotas e incluir nove destinos pelo país, substituindo turboélice utilizados pela sua empresa irmã, a Air KBZ.

Embora os jatos não sejam novos de fábrica, a MAI assinou um contrato para o Programa Pool de suporte com a Embraer, programa que tem a adesão de todos os operadores dos E-Jets na Ásia-Pacífico, portanto, a fabricante brasileira se beneficia diretamente dessa nova operadora apesar de não ter vendido aviões novos.

Com a estreia da Myanmar, são agora quatro novos clientes de E-Jets na região, sem contar a China, desde o início de 2020. “Nossos pilotos, atendentes de cabine, área de manutenção e toda equipe estão orgulhosos em ter o E190 servindo nossos clientes com uma experiência de voo de qualidade”, disse Saravanan Ramasamy, CEO da MAI.

A operação do E190 marca ainda outro importante momento na estratégia de expansão de frota da MAI e no desenvolvimento das rotas domésticas. “Com uma demanda crescente, estamos planejando aumentar a frequência de operação com o E190 para oito voos por dia”, complementa o CEO.

Em preparação para a operação do E190, oito pilotos da MAI passaram por um mês de treinamento inicial em setembro de 2020 em Zguhai, na China. Em paralelo, a Embraer conduziu o curso para concessão de licença para os engenheiros da companhia aérea.

O Programa Pool da Embraer oferece cobertura completa de reparos para componentes e partes, manutenção estrutural e acesso ilimitado a um amplo estoque de componentes do centro de distribuição da companhia.

Com isso, os operadores se beneficiam de uma queda significativa de custos com reparo e estoque, reduzindo a área necessária de armazenagem e recursos para gestão, enquanto garante os mais altos níveis de desempenho. O principal centro de distribuição da Embraer na região da Ásia-Pacífico está localizado em Singapura.

Atualmente, os E-Jets voam nas frotas de mais de 80 clientes em cerca de 50 países. A versátil família de 70 a 150 assentos opera com companhias aéreas de baixo custo, bem como com operadoras regionais e tradicionais.

Com informações da Embraer

Murilo Bassetohttp://www.aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduando em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias