Avião Fokker sai da pista e acerta muro na Somália; vídeo revela danos internos

Um avião turboélice Fokker 50 saiu da pista ao pousar em Mogadíscio, capital da Somália, e acabou batendo forte contra o muro do aeroporto, resultando em severos danos. Vídeos e fotos do acidente publicados no perfil @breakingavnews do Twitter mostram como ficou a aeronave.

O caso aconteceu na manhã desse sábado (19), quando o Fokker 50 de matrícula 5Y-MHT, decolou da capital somali para Beledweyne, em um voo de carga. No entanto, por algum motivo ainda não esclarecido a tripulação decidiu retornar para o aeroporto de partida.

No pouso pela cabeceira 5 (a mesma que um Boeing 727 fez uma manobra a baixa altura no ano passado), a aeronave encostou no solo mas logo em seguida acabou saindo, vindo a atingir um muro de proteção do aeroporto, tendo ficado bastante danificada. Como o voo era cargueiro, havia apenas quatro ocupantes, que ficaram bastante feridos e foram encaminhados ao hospital.

A aeronave, até novembro de 2019, era operada pela Silverstone Air Services do Quênia, segundo dados do Air Safety Network. Depois desta data a empresa teve suas operações suspensas pelas autoridades locais e não está claro se estava voando irregularmente pela mesma empresa. Uma equipe de investigação foi destacada para analisar o que aconteceu com a aeronave.

A Somália viu pelo menos dois outros acidentes de avião deste ano. Em julho, um avião de carga com ajuda humanitária caiu em Beledweyne, no centro da Somália. E em maio, seis pessoas morreram quando um avião queniano com o African Express transportando suprimentos médicos foi abatido por um míssil ao se aproximar de Bardale, na região da baía.

Um vídeo (veja abaixo, espere carregar) mostra o dano na cabine, bastante destruída pelo impacto e com marcas de sangue. Alertamos que este vídeo pode ser perturbador para algumas pessoas, ficando a critério do leitor assistir.

Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagens pela Avianca Brasil e Azul Linhas Aéreas. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias

Maior operadora de Jumbos do planeta tira do deserto seu último...

0
O último dos aviões 747-400F da Atlas que ainda estava estocado em condições operacionais voltou a voar neste mês.