Avião L-410 misterioso acaba derrubado por tempestade antes do pouso

Um avião LET L-410, envolvido em um mistério a respeito de seu registro, acabou destruído ao enfrentar condições climáticas adversas, por conta de uma tempestade que atingia os arredores do aeroporto, no momento da aproximação final para pouso.

Acidente LET 410 Abeer Air Bor

O turboélice da empresa aérea Abeer Air Services, de registro YI-BYO, estava realizando um voo do aeroporto de Walgak para o de Juba (ambos no Sudão do Sul) com 2 passageiros e 2 tripulantes no último domingo, 27 de outubro, quando ocorreu o acidente.

A aeronave havia sido fretada para levar carga de Juba para Walgak, e a missão foi completada sem contratempos. Porém, no caminho de volta para Juba, o tempo piorou e o comandante decidiu alternar para o aeroporto de Bor.

Mas, quando aproximavam-se para o pouso, as condições climáticas também não eram favoráveis no aeroporto de alternativa, e a aeronave sofreu o acidente a cerca de 6,5 milhas náuticas (12 km) ao Sul do Aeroporto de Bor.

Acidente LET 410 Abeer Air Bor

Acidente LET 410 Abeer Air Bor

Apesar dos danos substanciais sofridos pelo turboélice LET L-410, todos os quatro ocupantes sobreviveram e foram levados a hospitais pelas equipes de resgate.

Segundo relato do comandante aos socorristas, eles decidiram desviar para Bor devido ao mau tempo. No entanto, o rádio da aeronave teve problemas depois disso, e eles não conseguiram comunicação enquanto aproximavam-se de Bor para saber as condições climáticas. Assim, uma grande tempestade os surpreendeu e “naquela tempestade fomos destruídos”, disse o comandante.

O mistério do registro do turboélice

Estranhamente, o registro YI-BYO da aeronave acidentada, que estava operando no Sudão do Sul, é de origem iraquiana. Na aviação mundial, cada país possui seus próprios códigos de registro de aeronaves. Por exemplo, no caso de aviões registrados no Brasil, as duas primeiras letras sempre serão PP, PT, PR, PU ou PS, e nenhum outro país no mundo pode utilizar a combinação brasileira de letras.

É possível que aeronaves sejam registradas em um país e operem em outro, desde que permitido pelas normas da aviação de cada país, porém o fato de uma aeronave de registro iraquiano estar operando no Sudão do Sul já faz a situação parecer bastante estranha.

E eis que, segundo informações do The Aviation Herald, o registro iraquiano do LET L-410 parece ser inválido, pois não há evidências desse registro existente e não há fotos da aeronave registrada antes do acidente de Bor, exceto do dia em que ela foi recebida e não apresentava registro estampado em sua fuselagem.

Avião LET L-410 Abeer Air

A Abeer Air Services está sediada no Aeroporto de Juba, e as primeiras informações sobre a existência da empresa são de abril de 2019. A empresa recebeu o L-410 em 21 de junho de 2019.

Tem caroço nesse angu.

Murilo Basseto

Formado em Engenharia, foi um dos líderes do Urubus Aerodesign da Unicamp e um dos responsáveis por alçar o grupo à elite mundial da engenharia aeronáutica universitária. Atualmente é Editor-Chefe do AEROIN.