Avião mais pesado do mundo alça voo com ajuda humanitária para a África

O maior e mais pesado avião comercial do mundo, o Antonov AN-225, transportou com segurança uma carga médica como parte da luta contra a Covid-19. O voo, operado pela Antonov Airlines, decolou da Alemanha na semana passada para pousar na Namíbia, no sul da África. A missão foi executada no âmbito do programa Strategic Airlift International Solution (SALIS).

O AN-225, que recentemente retornou à operação comercial, decolou de sua base em Gostomel, na Ucrânia, e voou para o aeroporto Leipzig-Halle, na Alemanha, para carregar a carga com destino a Windhoek, na Namíbia, com uma parada de reabastecimento e descanso em Acra, Gana.

Como mostra o registro de voos do RadarBox, a aeronave de matrícula UR-82060 realizou o serviço entre os dias 7 e 10 de julho.

A carga médica e humanitária, fornecida pelo Comando Médico Militar Alemão, era uma mistura de máscaras, batas antivirais, remédios para doenças e outros equipamentos de proteção individual (PPE), transportada em nome do Ministério Federal da Defesa da Alemanha a pedido do Governo da Namíbia.

Desde que a pandemia iniciou, a Antonov Airlines frequentemente transporta ajuda humanitária em seus enormes jatos – um AN-225 e sete AN-124-100 – com o objetivo de apoiar rapidamente os serviços de emergência e os governos. Um dos maiores diferenciais da empresa aérea e seus superjumbos é levar uma maior quantidade de itens de uma vez, dada a capacidade de carga das aeronaves.

Vazio, o Antonov AN-225 pesa cerca de 285 mil quilos. Seu peso máximo de decolagem pode chegar a impressionantes 598 toneladas.

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias