Raro avião russo IL-62 decola no último instante e quase causa acidente, veja o vídeo

Receba as notícias em seu celular, acesse o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

ATUALIZAÇÃO: Uma versão do vídeo em HD pode ser vista clicando aqui

Um avião russo IlyushinIL-62M quase se acidentou na última terça-feira (14), após decolar, literalmente, no último segundo e passar raspando o topo da vegetação na cabeceira da pista. O caso aconteceu no Aeroporto de Niš, terceira maior cidade da Sérvia. O flagra foi feito pelo spotter Matija Stojanovic e revelado pelo On The Wings of Aviation.

No vídeo, que você confere nessa matéria, é possível ver o jato decolando da pista 29/11, que tem 2.500 metros de comprimento, onde usou, inclusive, o espaço da cabeceira deslocada e, mesmo assim teve grandes dificuldades para subir, provavelmente denotando um problema com balanceamento da aeronave, vis-à-vis as condições meteorológicas e geográficas do aeroporto.

Embora para muitos possa parecer algo normal, não é, pois os voos são planejados para ter o máximo de segurança, de modo que a decolagem nunca deve ser calculada para usar o limite da pista.

Após o susto, o Ilyushin prosseguiu para Zvartnots, na capital armênia de Yerevan, no outro lado do Mar Negro, num voo que durou 2 horas e 25 minutos, sem maiores problemas, segundo dados do FlightAware.

Trajetória do voo segundo o aplicativo FlightAware

Que avião é esse

O jato em questão é um raríssimo IL-62M, que já foi o maior avião a jato do mundo quando voou pela primeira vez em 1963. Este avião em específico, de matrícula EW-450TR, é o último do tipo voando para uma empresa civil.

Este quadrijato já esteve no Brasil pela da Rada Airlines em 2019, quando fez uma parada técnica em Recife. Além disso, na década de 1990, era comum ver no aeroporto internacional de Guarulhos os IL-62 da Cubana de Aviación, que ligavam São Paulo a Havana.

Outro fato curioso é que esse mesmo avião envolvido nessa temerária decolagem, já chegou a se acidentar em 2018, mas foi recuperado e voltou a voar como cargueiro para ajudar nos esforços de carga aérea para o combate ao novo coronavírus ao redor do mundo, como mostramos aqui.

O IL-62M © Jeroen-Stroes

Receba as notícias em seu celular, acesse o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias