Início Aviação Militar Avião russo “ex-KGB” utiliza toda a pista ao decolar de Belém

Avião russo “ex-KGB” utiliza toda a pista ao decolar de Belém

O Tupolev Tu-154M da russa FSB, órgão que sucedeu à soviética KGB, chamou a atenção na passagem pelo Brasil, e não foi só pelo mistério em torno dele.

A decolagem de Belém gravada pelo spotter César Cardoso chamou a atenção porque a aeronave utilizou quase toda a pista de 2.800 metros do Aeroporto Internacional Val de Cans.

A aeronave chegou em Belém no final da manhã, após ter decolado de Cuba e passado pela Venezuela, e agora está voltando para a Rússia.

O Tu-154M em questão é o de matrícula RA-85019, pertencente ao FSB – Federal’naya Sluzhba Bezopasnosti – ou serviço federal de segurança da Rússia. O FSB é nada mais nada menos que o sucessor da antológica KGB, o serviço de inteligência da União Soviética, responsáveis por espionagem, contra-espionagem e muitas operações secretas.

Para chegar à América Latina, a aeronave fez uma grande rota na ida, saindo de Moscou, passando por Sochi, Argélia e Cabo Verde para finalmente chegar em Belém do Pará.

Trajetória prevista do voo de volta © GCMap

De Belém seguiu para Caracas, na Venezuela, e depois não foi mais avistado nos aplicativos de rastreamento de voos, até reaparecer já voltando de Cuba. O Tu-154M decolou do Brasil no início da tarde de hoje para a Ilha do Sal, em Cabo verde, seguindo a rota inversa até a Rússia. Caso esta rota inversa se confirme, a aeronave terá percorrido em torno de 15.978 km só no trecho de volta.

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A
Sair da versão mobile