Avião é saudado com jatos de água antes do fechamento do aeroporto de Paris-Orly

O último voo da Air France a decolar do aeroporto de Paris-Orly, antes de sua parada completa de operações, teve sua despedida saudada com jatos de água dos caminhões de bombeiros.

Avião Air France Saudado Jatos Água Fechamento Paris Orly

O Orly, o principal aeroporto doméstico de Paris, encerrou suas operações para voos comerciais nesta terça-feira (31) devido à queda no tráfego de passageiros, resultante das restrições de viagens impostas para impedir a propagação do coronavírus.

Segundo a mídia local, na segunda-feira (30) o aeroporto de Orly recebeu apenas 10 voos e mil passageiros, comparado a um dia normal com 600 voos e 90.000 passageiros.

A Aeroports de Paris (ADP), que administra os aeroportos de Orly e Charles-de-Gaulle, já havia fechado vários terminais nos dois aeroportos, já que as companhias aéreas reduziram os voos quando as restrições de viagem surgiram.

Agora, desde a meia-noite, a ADP fechou Orly a todo o tráfego comercial por tempo indeterminado. A torre de controle de tráfego aéreo permanecerá aberta para gerenciar voos oficiais, bem como para as necessidades de saúde e de emergência.

A aeronave saudade pelos jatos de água foi o Boeing 777-300ER de matrícula F-GSQT, que taxiava para sua decolagem no voo AF-792.

FlightRadar24 Último Voo Air France Paris Orly
O último voo da Air France em Orly taxiando para a decolagem – Imagem: FlightRadar24

Apesar da saudação do 777 da Air France, o FlightRadar24 mostra que o aeroporto ainda recebeu uma última aeronave antes da parada completa. Um Airbus A319 da espanhola Iberia pousou no final da tarde chegando de Madrid e pouco depois decolou de volta.

Quaisquer voos comerciais restantes serão redirecionados para o Charles-de-Gaulle, o principal centro internacional de Paris e um dos aeroportos mais movimentados da Europa.

O Charles-de-Gaulle hoje vê cerca de 10.000 passageiros ao dia, enquanto eram 200.000 normalmente. A Air France é uma das últimas empresas ainda mantendo voos, com apenas 10% de sua oferta original.

Os passageiros são, em sua maioria, cidadãos franceses sendo repatriados ou estrangeiros ainda tentando voltar para seu país de origem. Veja a seguir a animação comparativa entre o tráfego aéreo na Europa no último domingo e um ano atrás:

Murilo Bassetohttp://www.aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduando em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias

Boeing 737 arrasta-se pela pista após falha de trem de pouso

0
O mais grave da situação não foi o acidente da aeronave em si, mas uma deficiência que poderia ter levado a um fim muito pior.