Avião é tomado por espuma após falha de sistema anti-incêndio em hangar da Delta Air Lines

A Delta Air Lines sofreu um incidente de dispersão de espuma no Aeroporto Internacional de Los Angeles depois que um sistema de combate a incêndio funcionou mal dentro do hangar da companhia aérea.

A espuma espalhada nas proximidades do hangar

Segundo informações do AeroTime, um porta-voz da companhia aérea confirmou a ocorrência da última segunda-feira, 23 de março, afirmando que o sistema de combate a incêndio do hangar não funcionou corretamente e fez com que a espuma fosse dispersada.

Embora, de acordo com o porta-voz, não tenha havido impacto nas aeronaves da Delta Air Lines, postagens nas mídias sociais mostram que ao menos uma aeronave teve seus trens de pouso, motores e parte da fuselagem completamente cobertos pela espuma.

Aeronave em meio à espessa espuma

Enquanto o porta-voz da companhia aérea indicou que a empresa ainda está investigando a causa do incidente, um usuário nas mídias sociais afirmou que a chuva teria causado um curto-circuito no sistema de combate a incêndio, provocando a descarga de espuma no hangar.

A espuma não causa danos imediatos ao entrar em contato com uma aeronave. Porém, após a ocorrência, todas as partes atingidas pela substância precisam ser criteriosamente limpadas e, quando for o caso, lubrificadas, para que posteriormente não se desenvolvam corrosões.

Assim, um incidente como esse acaba por resultar em altos custos para a empresa, tanto em relação ao cuidado com a aeronave atingida, quanto com a recarga do sistema de combate a incêndios.

Murilo Basseto

Formado em Engenharia, foi um dos líderes do Urubus Aerodesign da Unicamp e um dos responsáveis por alçar o grupo à elite mundial da engenharia aeronáutica universitária. Atualmente é Editor-Chefe do AEROIN.

Comentários estão fechados.