Início Aeroportos Aviões já são vistos ‘fazendo arcos’ ao chegar ao Aeroporto de Guarulhos

Aviões já são vistos ‘fazendo arcos’ ao chegar ao Aeroporto de Guarulhos

Receba essa e outras notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Imagem: FlightRadar24

Conforme estivemos acompanhando desde a semana passada, a data de hoje, 20 de maio, marca a início de grandes mudanças no espaço aéreo da Terminal São Paulo, devido à implantação da TMA-SP Neo pelo Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA) e pelo Centro Regional de Controle do Espaço Aéreo Sudeste (CRCEA-SE), e um interessante procedimento já é observado nas chegadas do Aeroporto Internacional de Guarulhos.

Diversas alterações foram feitas em rotas e em procedimentos de chegadas principalmente dos três grandes aeroportos paulistas, Viracopos, Congonhas e Guarulhos, com objetivo de aumentar a capacidade de movimentos de aviões, ao mesmo tempo reduzindo tempos de esperas/órbitas em voos para economia de combustível às empresas aéreas e diminuição da emissão de poluentes ao meio ambiente.

Como destacamos ontem, o que mais chamaria atenção seria o novo sistema de Merge Point, em que os aviões descreveriam arcos em sua trajetória de voo, para que os controladores passassem a ter maior flexibilidade no sequenciamento dos tráfegos com destino a Guarulhos.

E o resultado já foi visto na manhã de hoje, através das imagens dos sites e aplicativos de radar, em um dos momentos de concentração de chegada de voos em horários próximos. Veja a seguir os dois arcos do sistema, destacados pelas setas vermelhas, que foram percorridos por alguns dos aviões por volta das 06:40, e abaixo da imagem, mais detalhes sobre o procedimento.

Imagem: FlightRadar24

Note na imagem acima que, no caso do arco mais interno, o avião se deslocou desde o ponto de entrada até quase todo o trajeto do arco antes de deixá-lo, enquanto no arco mais externo é possível ver as trajetórias de quatro aviões, que entraram pelo ponto oposto de entrada e foram sendo autorizados pelo controlador de tráfego a deixarem o arco em diferentes pontos, conforme o melhor momento para encaixá-los no sequenciamento.

Já na imagem abaixo, note o ponto de referência, chamado de Point Merge, ao qual todos os aviões foram direcionados para então fazerem o trajeto final deste ponto até a aproximação para o aeroporto de Guarulhos.

Imagem: FlightRadar24

O Point Merge System, ou Merge Point System, embora já aplicado em certos aeroportos em outros países, nunca havia sido utilizado antes no espaço aéreo brasileiro, sendo uma importante ferramenta para melhorar e agilizar o trabalho dos controladores de tráfego aéreo em locais de movimento intenso de aviões.

Caso você não tenha visto ou queira rever as explicações os dois vídeos que mostram mais detalhes sobre este procedimento, convidamos você a acessar a matéria que publicamos na quarta-feira clicando aqui ou no título a seguir:

Sair da versão mobile