Azul Conecta ou TwoFlex? Chamada de rádio cria confusão em voo

Uma confusão ocorre num voo da recém-criada Azul Conecta, subsidiária da Azul Linhas Aéreas, após a compra da TwoFlex Táxi Aéreo.

A empresa, que está sendo classificada pela Azul como uma sub-regional, opera voos com aeronaves turboélice Cessna C208 Caravan para até nove passageiros, os quais estão sendo pintados gradualmente nas cores da nova empresa e os pilotos já estão trajando o belo uniforme padrão da Azul. Tudo isso é um processo natural, e parte do processo de inclusão dos profissionais na nova cultura.

No entanto, todo esse esforço para que a equipe se sinta em casa resultou em uma situação curiosa. Desde que houve a consolidação das operações, os voos da TwoFlex passaram a operar utilizando o indicativo de chamada (callsign) Azul Conecta + número do respectivo voo, seguindo instruções da companhia.

No entanto, como mostra o áudio abaixo (espere carregar), captado durante uma conversa dos pilotos do voo Azul Conecta 5620 com controladores de Fortaleza, a informação não teria chegado “redonda” aos controladores de voo. Em certo momento, o controlador diz “você estava chamando Azul e eu procurando Azul, Azul…”. Ouça.

O controlador estranha o fato da aeronave chamar como “Azul Conecta 5620” e não “Two Flex 5620“. Ele argumenta que nenhuma instrução de mudança de callsign foi repassada para o órgão de controle, e solicita que a piloto mantenha o callsign TwoFlex.

A piloto, por sua vez, explica a situação, que é compreendida pelo controlador, enquanto ele é alertado de que outros pilotos podem chamá-lo na frequência utilizando o callsign “Azul Conecta“.

Em setembro, a ANAC emitiu a portaria 2.371/SPO, que foi divulgada no Diário Oficial da União, em que altera o nome comercial da empresa de TWO FLEX para AZUL CONECTA, no entanto, a troca do código de chamada no rádio (“callsign”) pareceu não estar clara para o controlador de tráfego (a comunicação acontece via DECEA, o Departamento de Controle do Espaço Aéreo, um órgão vinculado à FAB, após solicitação da empresa).

De qualquer maneira, a ANAC e o DECEA orientam que toda e qualquer confusão de callsign seja reportada através de um relatório.

Apesar da compra da empresa, por enquanto as aeronaves e os funcionários ainda estão registrados sob o CNPJ da TwoFlex, assim como os registros de voos no sistema da ANAC.

Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias