AZUL se desvincula de dois jatos E195 que estão com a TAP Air Portugal

Foto TrueNoord – Divulgação

A Azul Linhas Aéreas conseguiu concluir o repasse de dois jatos Embraer E195 que estão sendo operados pela TAP Air Portugal, mas que ainda estavam em nome da empresa brasileira. Os jatos, que no Brasil tinham matrícula PR-AYQ e PR-AYT, foram transferidos para a TAP Air Portugal em 2017 após David Neeleman, fundador da Azul, ter adquirido parte da empresa portuguesa durante sua privatização.

Na época, foram transferidos outros jatos Embraer E195 além do menor E190 e também alguns turboélices ATR 72-600. Todos estes aviões operam pela subsidiária TAP Express, sendo os jatos operados pela Portugalia e os turboélices pela White Airways.

Agora, a TrueNoord, uma empresa de leasing holandesa especializada em jatos regionais, adquiriu os E-Jets com recursos próprios e com apoio dos bancos Citibank, Société Générale e Royal Bank of Canada. Estes jatos eram propriedade de uma outra empresa de leasing e estavam arrendados para a Azul que, por sua vez os sub-arrendava à TAP Express.

Agora o dono se torna a TrueNoord, mas o operador continua sendo a Portugalia, em uma espécie de transferência de titularidade. Esse tipo de negócio deve ser tendência nos próximos meses, na medida em que a TAP corta todos os seus vínculos com a Azul, após a saída de Neeleman.

“Considerando a ruptura causada no mercado por causa da crise do coronavírus e a pressão que isto criou na indústria, temos que dar créditos ao time da TrueNoord, Azul e Portugalia que continuaram focados e trabalhando juntos para fechar este negócio de vários lados”, afirmou a CEO da TrueNoord, Anne-Bart Tieleman.

Já Alex Malfitani, Presidente de Finanças da Azul, destacou que “A transação mostrou que existe interesse no mercado em ativos como o Embraer E195 mesmo com os desafios que a aviação enfrenta nesta pandemia”. O valor da transação não foi revelado pelas empresas.

A Portugalia Airlines é uma companhia aérea regional portuguesa. É uma subsidiária da TAP Air Portugal e opera serviços regulares internacionais e domésticos a partir das suas bases no Aeroporto de Lisboa e no Aeroporto do Porto sob a marca TAP Express. A renovação da frota regional tem sido uma grande iniciativa nos últimos cinco anos e a TAP Express opera os Embraer 190 e 195, bem como o ATR72-600, em toda a sua malha aérea. Essas aeronaves se beneficiam de características de baixa emissão e fornecem à companhia aérea uma economia no consumo de combustível.

Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagens pela Avianca Brasil e Azul Linhas Aéreas. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias

CEO da JetBlue acredita na obrigatoriedade da vacina para poder voar

0
Após o CEO da Qantas falar em obrigatoriedade da vacina para embarque, o seu semelhante na JetBlue aponta para um caminho similar.