AZUL estreia na Bolsa de Valores e capta R$ 1,63 bilhão.

Foto de Benito Latorre

A estreia da AZUL Linhas Aéreas nas Bolsas de Valores de São Paulo e Nova York aconteceu nesta terça-feira, dia 11 de abril de 2017 e foi com o pé direito. Com demanda superando em cinco vezes o projetado inicialmente, a empresa brasileira captou um montante de R$ 1,63 bilhão para investir em sua operação. Do total ofertado ao mercado, 70% foi negociado em NY e 30% na Bovespa.




As negociações em mercado secundário serão iniciadas amanhã (12) sob o código AZUL4 e preço da ação iniciando em R$ 21. A empresa aérea aplicou para o nível 2 de governança corporativa, que são empresas de capital aberta com alto compromisso com Compliance e Auditoria Interna.

Os novos recursos permitirão que a Azul acelere a execução de seu plano estratégico e isso significa novas oportunidades para a aviação brasileira e respectivos profissionais.

Carlos Roman
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

Os voos da vida nas asas da Força Aérea Brasileira

0
Neste domingo, 27 de setembro, é o Dia Nacional da Doação de Órgãos. A Força Aérea Brasileira (FAB) tem papel essencial nesse tema ao realizar transportes