Azul faz oito pousos e arremetidas com o Airbus A330 em Guarulhos

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Novamente, um Airbus A330 da Azul Linhas Aéreas chamou a atenção de quem acompanha os aplicativos de rastreamento de voos ao fazer diversos pousos e arremetidas em sequência no Aeroporto de Guarulhos. O objetivo era assegurar os novos procedimentos de aproximação por instrumentos da empresa.

Imagem do FlightRadar24

O voo ocorreu na manhã deste domingo (4), quando o Airbus A330-200 de matrícula PR-AIZ decolou do Aeroporto Internacional de Viracopos em Campinas rumo à Guarulhos e iniciou os procedimentos.

Foram ao todo oito TGLs – Touch and Go Landing em inglês ou Toque e Arremetida em português. Os TGLs são largamente utilizados para treinamento de pilotos, que conseguem desenvolver suas habilidades nas situações mais críticas do voo: a decolagem e o pouso. No entanto, tais procedimentos são geralmente feitos nas escolas de aviação com aeronaves menores e maiormente em simulador, no caso de pilotos de linha aérea. É pouco rotineiro ver jatos comerciais realizando manobras com essas características.

No entanto, esse procedimento de hoje é a segunda parte do processo para homologação de novos procedimentos ILS na empresa, especialmente relacionados com ILS CAT II e CAT III.

A primeira parte aconteceu em Curitiba no mês passado, como mostramos aqui. Naquele dia, a aeronave chegou a seguir para Guarulhos, mas o aeroporto estava operando pelas cabeceiras 27L e 27R, que não contam com ILS CAT II ou III, sendo assim, o Airbus prosseguiu de volta para sua base em Campinas.

ILS

O ILS é o sistema de pouso mais avançado no mundo, utilizando duas ondas de rádio que, quando convergem, mostram um caminho seguro para o pouso, permitindo inclusive aproximar com visibilidade zero (CAT IIIC).

Estas ondas são captadas por instrumentos a bordo da aeronave, que mostram o caminho para a tripulação e também são interpretadas pelo piloto automático da aeronave, que consegue inclusive fazer o pouso sem interferência humana. Porém, para realizar o pouso nas categorias II e III de ILS é necessário certificar antes a companhia aérea e a tripulação, como a Azul está finalizando hoje.

Foram ao todo 8 aproximações ILS. Após o pouso da aeronave é aplicada potência máxima para realizar a nova decolagem, subir e retornar para o início do procedimento de ILS, para fazer mais um pouso.

A bordo deste voo de hoje estão, além dos pilotos da Azul (tripulação mínima), os checadores da ANAC e da própria companhia, a fim de acompanhar o processo e aferir a capacidade da empresa.

Vale lembrar que o histórico do voo e sua trajetória foram gravadas no aplicativo FlightRadar24, que apontou erroneamente ser um voo Campinas – Belo Horizonte, já que a plataforma utiliza o histórico de voos com aquele número, no caso o AD9800.

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagens pela Avianca Brasil e Azul Linhas Aéreas. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias