Azul anuncia duas novas bases no estado do Amazonas

Receba as notícias em seu celular, acesse o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Avião Cessna 208 Caravan TwoFlex
Cessnas 208 Caravan da TwoFlex – Imagem: Divulgação / Azul

A Azul anuncia hoje que, seguindo todos os protocolos e medidas de higiene, está ampliando a oferta de voos no estado do Amazonas, com a reabertura de mais duas bases.

Em parceria com a TwoFlex, a companhia inicia nesta semana as operações nas cidades de Lábrea e Coari, com três voos semanais cada, às segundas, quartas e sextas. A ligação com a capital, Manaus, será cumprida com aeronaves modelo Cessna Caravan, com capacidade para até nove passageiros.

Com o início dos voos nessas cidades, são sete as bases no Amazonas operadas pela Azul: além de Lábrea e Coari, a companhia também atende Manaus, Tefé, Maués, Tabatinga e Parintins.

“É com muita satisfação que anunciamos o início das operações em mais duas cidades do Amazonas. Sabemos da importância do transporte aéreo para conectar e servir um país de dimensões continentais como o Brasil e estamos preparados para, com os diversos protocolos e medidas de higiene, atender essas regiões e as pessoas que precisam continuar se deslocando pelos mais diversos motivos”, afirma Abhi Shah, vice-presidente de Receitas da Azul.

Em Manaus, Clientes de Lábrea e Coari podem se conectar para diversos destinos no país, como Belém, Porto Velho, Boa Vista e Campinas, onde a Azul tem operações para todas as regiões do Brasil, incluindo a malha internacional para Lisboa e Fort Lauderdale.

Em julho, a companhia ampliou a presença da malha doméstica em todo o país, reabrindo seis bases e operando 23 novos mercados em julho, chegando a 242 voos diários em dia-pico. Para agosto, a Azul reabre mais oito bases e deve operar 303 voos diários, passando a servir 80 destinos, o que representa 35% da capacidade de operação de antes da pandemia.

Informações oficiais da Azul

Receba as notícias em seu celular, acesse o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Murilo Bassetohttp://www.aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduando em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias

Aeroporto de São Borja (RS) passará por obras de R$4,9 milhões

0
Parceria do Ministério da Infraestrutura com a prefeitura do município permitirá realização da obra no aeroporto gaúcho.