Início Empresas Aéreas Azul suspende operações para Orlando após decreto de Trump

Azul suspende operações para Orlando após decreto de Trump

Receba as notícias em seu celular, acesse o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

A Azul adaptou sua malha para as novas restrições impostas por Donald Trump a brasileiros, excluindo o Aeroporto de Orlando de seus voos por tempo indeterminado.

Azul A330neo

O Aeroporto Internacional de Orlando não está na lista de aeroportos que estão aptos a receber voos de países com restrição de viagem, como o Brasil, China e países da Europa.

A medida assinada por Trump foi definida no dia 24 de maio e, teoricamente, iria entrar em vigor hoje, mas foi antecipada para o dia 26.

Nela, qualquer pessoa que esteve no Brasil nos últimos 15 dias fica proibida de entrar nos EUA, com exceção de cidadãos americanos, seus familiares de primeiro grau, detentores de green card, militares, tripulantes, diplomatas e passageiros viajando para o país a convite do governo americano.

E mesmo essas pessoas autorizadas estão limitadas a entrar por 15 aeroportos, para passar por uma triagem sanitária, sendo que Orlando não está na lista. Apesar da restrição, Fort Lauderdale, que é o outro aeroporto que a Azul voa nos EUA, está na lista. Veja a lista completa divulgada pelo Departamento de Segurança Interna:

  • Boston-Logan International Airport (BOS), Massachusetts
  • Chicago O’Hare International Airport (ORD), Illinois
  • Dallas/Fort Worth International Airport (DFW), Texas
  • Detroit Metropolitan Airport (DTW), Michigan
  • Daniel K. Inouye International Airport (HNL), Hawaii
  • Fort Lauderdale-Hollywood International Airport (FLL), Florida
  • George Bush Intercontinental Airport (IAH), Texas
  • Hartsfield-Jackson Atlanta International Airport (ATL), Georgia
  • John F. Kennedy International Airport (JFK), New York
  • Los Angeles International Airport, (LAX), California
  • Miami International Airport (MIA), Florida
  • Newark Liberty International Airport (EWR), New Jersey
  • San Francisco International Airport (SFO), California
  • Seattle-Tacoma International Airport (SEA), Washington
  • Washington-Dulles International Airport (IAD), Virginia 

Segundo a empresa aérea, os voos para Fort Lauderdale serão mantidos três vezes por semana, já que 50% dos clientes da empresa nos voos da Flórida são cidadãos americanos ou possuem Green Card. Já os voos para Orlando serão retomados assim que as restrições forem retiradas, enquanto a futura rota para Nova Iorque está sem previsão de início.

Receba as notícias em seu celular, acesse o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.