Azul volta a 100% da capacidade a partir do Recife e confirma Caruaru e Serra Talhada

Recife será o primeiro hub (centro de conexões de voos) da Azul a recuperar 100% da capacidade operada no período pré-pandemia. Em janeiro de 2021, a companhia chegará a 75 decolagens em dia pico para 31 destinos no país. Com mais operações para mais cidades, o Recife se consolida como o aeroporto que concentra a maior operação de uma companhia aérea em todo o Nordeste. 

“Estamos mês a mês ampliando nossas operações e seguimos nosso plano de retomada do serviço de transporte aéreo em todas as regiões do Brasil. Recife é uma das nossas principais bases de operação e, em função de sua posição estratégica e rápida recuperação, temos reforçado as rotas que já operamos na cidade. Agora, consolidamos um novo passo e vamos criar novos mercados que deixarão nosso centro de conexões pernambucano ainda mais conectado com os principais aeroportos do Brasil”, destaca John Rodgerson, presidente da Azul. 

Antecipando o planejamento da alta temporada de verão, que tem início em dezembro, a Azul fortalecerá sua presença no estado voando para mercados incomuns na história do terminal pernambucano. Recife-Uberlândia, Recife-Ribeirão Preto, Recife-São José do Rio Preto e Recife-Goiânia serão iniciados em dezembro, contribuindo para a retomada do turismo em Pernambuco. No mesmo mês, a Azul inicia regularmente a operação do maior voo doméstico do país, que será cumprido na rota Recife-Porto Alegre, e terá duração de 4h20, a bordo de um Airbus A320neo, com capacidade para até 174 Clientes.  

As frequências diretas e regulares entre Recife-Palmas, Recife-Vitória e Recife-Cuiabá começam em janeiro de 2021 e vão reforçar o hub pernambucano como ponto focal de conexões e mais opções de voos e destinos. Com nove cidades a mais conectadas ao Recife a partir de dezembro, a capital de Pernambuco terá a maior alta temporada de verão de sua história. 

Caruaru e Serra Talhada

O Sertão e o Agreste de Pernambuco passarão a ser conectados pelo serviço de transporte aéreo. A partir de 11 de novembro, A Azul pousará pela primeira vez em Serra Talhada (PE) e Caruaru (PE), seus dois novos destinos domésticos no Brasil. As cidades terão voos diretos e regulares para o Recife, um dos principais centros de conexões da Azul no Brasil, duas vezes por dia. A venda de passagens de e para as novas bases de operações da companhia já estão abertas em todos os canais oficiais da Azul, com valores promocionais a partir de R$ 323,90*, para Serra Talhada, e R$194,80* para Caruaru. 

Mais que ofertar voos entre as cidades, o início das operações regulares da empresa em Serra Talhada e Caruaru irá estimular o progresso da região, impulsionando a economia local com o surgimento de novas oportunidades de turismo e de negócios. Quando em operação, as nova bases ampliarão a malha de destinos da Azul, que passará a ter 94 destinos atendidos no Brasil e no exterior.   

Os aviões Cessna Gran Caravan da Azul Conecta, a empresa sub-regional da Azul, com capacidade para nove Clientes, serão responsáveis por cumprir as ligações entre as cidades do Sertão e Agreste com a capital pernambucana. As novas operações também seguirão os rígidos protocolos sanitários adotados pela empresa desde o início da pandemia.  

Confira as novidades de malha no Recife para os próximos meses: 

Recife-Serra Talhada: início em 11 de novembro com dois voos diários; 
Recife-Caruaru: início em 11 de novembro com dois voos diários;
Recife-Porto Alegre: início em 09 de dezembro com um voo diário;
Recife-São José do Rio Preto: início em 12 de dezembro com um voo semanal;
Recife-Goiânia: início em 16 de dezembro com um voo diário;
Recife-Uberlândia: início em 19 de dezembro com um voo semanal;
Recife-Ribeirão Preto: início em 19 de dezembro com um voo semanal;
Recife-Vitória: início em 01 de janeiro com um voo diário;
Recife-Palmas: início em 01 de janeiro com quatro voos semanais; 
Recife-Cuiabá: início em 02 de janeiro com três voos semanais.

Informações da AZUL

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias