Pista curta leva Bamboo a introduzir jatos Embraer E195 no Vietnã

Bamboo Airways E195

O Vietnã terá o seu primeiro operador nacional de jatos Embraer e será a Bamboo Airways, a primeira companhia aérea privada do país asiático. Segundo o portal de aviação dinamarquês Check-In.Dk, a companhia aérea Great Dane Airlines da Dinamarca irá sublocar dois de seus três jatos Embraer E195 para a empresa vietnamita.

O sub-aluguel se dará através de wet-leasing, que é quando a empresa aluga o avião juntamente com tripulação, equipe de manutenção e seguros inclusos. Serão ao todo 45 funcionários da Great Dane realocados para fazer os voos dos dois jatos E195. Também será a primeira vez que jatos brasileiros farão voos domésticos no país asiático.

Os dois jatos serão utilizados para voos fretados com destino ao Arquipélago de Côn Đảo, um conjunto de ilhas no sul do país que são um grande destino turístico para os cidadãos do Vietnã.

O diferencial do Embraer E195

“Nós teremos dois jatos estacionados no Vietnã, um em Hanói e outro provavelmente em Ho Chi Mihn (Saigon), voando para Côn Đảo pelos próximos seis meses. Cada avião deve fazer quatro voos por dia com turistas vietnamitas e a Bamboo não tem aviões que são capazes de fazer esta operação”, afirmou Thomas Hugo Møller, CEO da Great Dane Airlines.

Os jatos E195 da Great Dane levam até 118 passageiros (mesma configuração da brasileira Azul) e irão quebrar o monopólio na Ilha, que conta apenas com voos regulares da Vietnam Airlines com ATR 72, a partir da cidade de Ho Chi Mihn.

Apesar da Bamboo Airways ter aviões que possam pousar na pista de Côn Đảo (que tem 1.800 metros de comprimento) como o Airbus A319, o aeroporto é muito pequeno e restrito. A principal restrição é a infraestrutura. O pátio é pequeno e suporta apenas quatro pequenos turboélices ao mesmo tempo. Outro ponto é que o aeroporto não conta com abastecimento, sendo que o avião tem que voar para lá já com o combustível para a volta.

Isto limitaria em muito a operação do único A319 que a Bamboo possui, que teria que reduzir a capacidade de passageiros e carga para voar com segurança na pequena pista do aeroporto. Já com o Embraer não há esse problema por ser um jato menor e ter melhor performance em pistas curtas em relação ao Airbus.

Os dois jatos E195 já tem data para irem ao sudeste asiático. Irão decolar nos dias 25 e 28 deste mês. Inicialmente irão para Varsóvia na Polônia, onde receberão a pintura da Bamboo Airways nas instalações da companhia aérea LOT Polish Airlines. Em seguida, nos dias 29 e 31 de julho, seguirão para o Vietnã, com apenas uma parada técnica para reabastecimento já na Ásia, em local não revelado.

Já que a Great Dane ficará com apenas um jato, o CEO afirmou que pode ser a hora para adquirir um quarto jato E195, que já estava nos planos da empresa.

Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagens pela Avianca Brasil e Azul Linhas Aéreas. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias

TAP planeja demitir até 500 pilotos e reduzir salários em sua...

0
O Sindicato dos pilotos afirma que o plano constitui uma flagrante violação dos princípios morais e éticos da administração e da gestão.