Banida da Europa por pouca segurança, PIA inventa voos panorâmicos sobre montanhas

Foto de Samee from Dhaka, CC BY-SA 2.0, via Wikimedia

A polêmica Pakistan International Airlines (PIA), banida da Europa após graves problemas de segurança e evidências de pilotos com licenças falsas, iniciou um projeto de voos panorâmicos sobre as áreas montanhosas do norte do Paquistão.

Em sua conta no Twitter, a empresa anunciou que o “Sadpara Air Safari”, voos de Islamabad para Skardu, sobrevoando as mais altas montanhas do país, foram iniciados em 19 de junho e que os bilhetes seguem à venda. O evento leva o nome do proeminente montanhista, Ali Sadpara, e visa a fomentar a volta dos paquistaneses às viagens aéreas.

O Air Safari é operado por aeronaves Airbus A320 que, durante sua rota, sobrevoarão os picos nevados do K2, Nanga Parbat, os picos Gasherbrum, as planícies Deosai e o lago Saif ul Maluk.

K2 e Nanga Parbat são as montanhas mais altas do Paquistão e são populares entre os montanhistas. O K2, a 8.611 metros acima do nível do mar, é a segunda montanha mais alta da Terra depois do Monte Everest.

Deve ser uma vista muito bonita, apenas restam dúvidas sobre a coragem das pessoas de voar com a PIA após tantos casos de corrupção.

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias