Início Vídeos Boeing 737 chama atenção em Congonhas ao decolar bem no final da...

Boeing 737 chama atenção em Congonhas ao decolar bem no final da pista

Cena do vídeo da decolagem do avião, que você vê a seguir

Um vídeo de uma decolagem no Aeroporto de Congonhas, na capital paulista, tem chamado muita atenção nas redes sociais ao mostrar um Boeing 737 usando praticamente toda a pista para sua decolagem.

Diversas pessoas enviaram mensagens ao AEROIN questionando se haveria alguma infração de regras ou risco à segurança de voo em tal procedimento, que muito diferiu em relação às decolagens tradicionalmente vistas no local.

Como você verá no vídeo, o Boeing 737 parte de Congonhas pela cabeceira 35L e sai do solo já bastante próximo da cabeceira oposta, a 17R, passando sobre ela a uma altura bastante reduzida se comparada à altura geralmente vista nas demais decolagens.

A gravação foi publicada no YouTube pelo canal “Plane Spotter Joinville”, que fez uma maratona de transmissão ao vivo da movimentação de Congonhas no dia 24 de julho e capturou a cena.

Veja a seguir o vídeo e, logo abaixo dele, veja também, para um critério de comparação, outras decolagens efetuadas pela mesma pista 35L:

Nitidamente o Boeing 737 utilizou muito mais pista para sua decolagem, passando bastante baixo tanto sobre a cabeceira 17R quanto sobre o final do restante do pavimento.

Porém, é precipitado fazer qualquer afirmação sobre ter havido um erro de cálculo ou uma infração em relação aos regulamentos que definem os limites que devem ser respeitados para garantir uma decolagem segura de um avião.

Há, por exemplo, um requisito do Regulamento Brasileiro de Aviação Civil (RBAC) nº 121 da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) que define que “(…)um avião com motores a turbina(…)” deve cumprir “(…)uma trajetória líquida de decolagem livrando todos os obstáculos por uma altura mínima de 35 pés (10,7 metros) verticalmente(…)”.

Porém, apenas os dados registrados pelos sistemas da aeronave podem dizer qual foi a posição em que o Boeing 737 atingiu tal altura e se ele sobrevoou algum obstáculo até atingi-la.

Tudo que se pode dizer a partir das imagens é que se tratou de uma decolagem mais longa do que o de costume, e nada além disso.

Sair da versão mobile