Boeing 737 entra pela segunda vez no Livro dos Recordes

Funcionários recebem o certificado do Boeing 737 no Livro dos Recordes! Imagem: Divulgação / Boeing.

Milhares de funcionários da Boeing reuniram-se na fábrica da empresa para celebrar o 10.000º 737 a sair da linha de produção. Com este avião, um 737 MAX 8 para a Southwest Airlines, o 737 quebrou o recorde mundial, reconhecido pela GUINNESS WORLD RECORDS, para o modelo de aeronave de jato comercial mais produzido.




O Boeing 737 havia conquistado este título do GUINNESS WORLD RECORDS em 2006 para o 5.000º avião a sair da fábrica de Renton, uma marca que levou quase quatro décadas para ser atingida. Mas devido à crescente demanda do mercado e taxas de produção mais elevadas, o marco do 10.000º avião chegou apenas 12 anos depois.

“A velocidade com que a Boeing alcançou esse novo marco é muito impressionante”, disse Michael Empric, juiz oficial da GUINNESS WORLD RECORDS. “Estamos entusiasmados em reconhecer mais uma vez o 737 e o papel importante que desempenha na aviação comercial”.

Funcionários comemoram a conquista do Boeing 737 no Livro dos Recordes! Imagem: Divulgação / Boeing.

A Boeing aumentará a produção 737 da atual taxa de 47 aviões por mês para 52 aviões por mês no final deste ano. O programa 737 possui mais de 4.600 aviões ainda encomendados, alimentados por vendas da versão mais recente, o 737 MAX.

Fatos sobre o 737
– Algum 737 decola ou pousa a cada 1,5 segundo;
– Em média, mais de 2.800 737 estão no ar em qualquer momento;
– Mais de 22 bilhões de pessoas já voaram em algum 737;
– O 737 voou mais de 122 bilhões de milhas, o equivalente a rodar 5 milhões de vezes em torno da Terra.

 
Informações pela Assessoria de Imprensa da Boeing.
 

Murilo Basseto

Formado em Engenharia, foi um dos líderes do Urubus Aerodesign da Unicamp e um dos responsáveis por alçar o grupo à elite mundial da engenharia aeronáutica universitária. Atualmente é Editor-Chefe do AEROIN.