Após quase 2 anos, Boeing 737 MAX acaba de retomar voos comerciais com estreia pela GOL

A GOL Linhas Aéreas acaba se tornar a primeira companhia aérea do mundo a retomar os voos comerciais com o Boeing 737 MAX no mundo.

A aeronave de matrícula PR-XMB decolou há pouco do Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo, rumo a Porto Alegre no voo G3 4104, marcando a volta do equipamento após um longo processo de recertificação que se deu após os dois acidentes em 2018 e 2019.

A GOL é a primeira empresa no mundo a voltar a voar com o modelo, que ficou paralisado 600 dias. Ela também fez parte do cômite internacional formado para assegurar a volta segura dos voos com o 737 MAX.

Ser a primeira a retomar os voos traz uma grande responsabilidade para a companhia, que manteve as aeronaves em preservação ativa – que tem maior gasto financeiro por exigir um número maior de testes – para poder voltar a voar assim que possível com o jato.

Ainda assim, a GOL excedeu os voos de testes do MAX, fazendo mais do que os necessários, que seriam apenas dois por avião (um de despreservação e outro pós-modificações). A expectativa da empresa é voltar a receber novos MAX em janeiro e fechar 2021 com 17 aviões na frota.

Outra aeronave, de matrícula PR-XMA, deve fazer daqui uma hora o voo G3 1212 para Curitiba. Assim como o XMB, será um voo de bate e volta. (Atualização: o voo do PR-XMA foi cancelado, portanto, Curitiba não deve receber o MAX hoje).

Os dois aviões estavam em Congonhas e foram transladados para Guarulhos nesta manhã, onde ficarão baseados e devem fazer voos ainda hoje para Belo Horizonte e Florianópolis. Até o dia 18 a empresa espera ter inserido na sua malha todos os sete aviões que estavam preservados.

Entenda um pouco como são estas mudanças no 737 MAX, com a explicação do Comandante Sérgio Quito, conselheiro de segurança da GOL:

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias

As 5 maneiras principais de monitorar a frota de uma companhia...

0
Os especialistas em dados da nossa parceira Cirium, uma empresa de dados para a aviação, descreveram cinco métodos principais para monitorar