Boeing 747, o bombril da aviação! Você conhece todas as funções do Jumbo?

Um Jumbo pode ser reconhecido de longe: a singular corcunda, as asas com 35 graus de enflechamento e uma fuselagem notavelmente grossa, entre tantas outras particularidades, tornam o Boeing 747 um clássico reconhecido até por leigos.

Boeing 747 Ônibus Espacial

O Jumbo Jet abriu a era do tráfego aéreo global em massa e mudou a indústria da aviação e os aeroportos, tornando os voos mais acessíveis e transportando cargas urgentes em todo o mundo. Mas o Boeing 747 se prova até hoje um verdadeiro multiuso em muitos papéis para os quais originalmente nem se imaginava.

Veja algumas das funções a seguir!

Escritório Presidencial

A versão mais popular do Boeing 747 no mundo talvez seja a VC-25A, da Força Aérea dos EUA, a aeronave do governo norte-americano. Sempre que o presidente estiver a bordo, o Jumbo utilizará a chamada de rádio “Air Force One”.

A bordo do gigante está um escritório do presidente, salas de conferências, secretariado, cozinhas e compartimentos de assentos para acompanhar equipes e imprensa. Operadores de rádio e especialistas em criptografia sentam-se no convés superior, mantendo contato constante com a sede militar dos Estados Unidos e com todos os lugares no solo.

No convés inferior, que consiste excepcionalmente em dois andares planos, o andar inferior consiste em salas de provisões, bagagem e uma escada para que o Presidente possa embarcar ou desembarcar em qualquer lugar que não possua equipamento adequado.

Anjo Vingador

Em tempos de tensão, os EUA contam com quatro Boeing 747 especiais, designados E-4B, prontos para decolar caso seja disparado um alarme de emergência crítica.

O “Doomsday Aircraft” (ou Aeronave do Apocalipse), pode desbloquear o uso de mísseis submarinos dos Estados Unidos em caso de guerra, mesmo que um ataque surpresa destrua todos os centros de comando no solo. Em voo, o Jumbo utiliza uma antena que emite sinais capazes de chegar a submarinos nucleares submersos.

Apesar dessa finalidade bélica avançada, o E-4B também é utilizado para transporte de autoridades do alto escalão norte-americano, tendo inclusive passado recentemente pelo Brasil, conforme você pode ver na publicação a seguir.

Observatório Voador

SOFIA, o observatório voador da NASA, permite ver o espaço quase sem perturbações da atmosfera da Terra ao voar a uma altitude de 12 a 14 quilômetros. O telescópio infravermelho giratório pesa 17 toneladas e sua base contém amortecimento de doze molas pneumáticas e três elementos amortecedores.

Avião Boeing 747 SP Frank Krause
SOFIA, o 747 da NASA – Imagem: Frank Krause / Flickr

Canhão de Laser

A Força Aérea dos EUA desenvolveu a versão YAL-1 Airborne Laser, um Boeing 747 com um canhão de laser integrado. O laser foi testado em voo em 2010.

O Jumbo alimenta seu canhão de laser a partir de tanques químicos no convés principal. Se o YAL-1 detecta lançamento de foguete com sua assinatura térmica, ele envia um feixe de laser que destrói o objeto a até 600 quilômetros de distância.

Boeing 747 Laser
YAL-1, o 747 com laser

Plataforma de Teste de Motores

Todos os principais fabricantes de motores ocidentais usam jatos Jumbo como equipamentos de teste para novos motores. O 747 é uma plataforma de teste estável devido ao seu tamanho e massa e oferece muito espaço para a montagem de motores muito grandes. Além disso, há muito espaço no interior da aeronave para instalação de equipamentos de aquisição de dados.

O exemplo mais recente foi a instalação do gigantesco motor do novo Boeing 777X. Mesmo sendo o maior e mais potente motor do mundo, o GE9X pôde ser tranquilamente acomodado sob a asa do Jumbo. Veja na publicação a seguir.

Extintor de Incêndio Voador

O Super Tanker, desenvolvido pela Evergreen como uma aeronave de combate a incêndios, utiliza um sistema de ejeção de líquido controlado eletronicamente que – sem o risco de uma mudança repentina no centro de gravidade – ejeta seletivamente quantidades de água em rajadas.

O sistema patenteado foi instalado recentemente em um 747-400SF mais novo após o sucesso do primeiro avião, um 747-200. Os tanques de água estão localizados no convés principal e os bicos de pulverização estão sob a fuselagem na região do bordo de fuga da asa.

Lançador de Foguetes

O Jumbo “Cosmic Girl”, um ex-747 de passageiros da Virgin Airlines, é agora o lançador de foguetes da Virgin Orbit. Os britânicos fizeram recentemente um lançamento bem sucedido e pretendem lançar satélites de até 500 quilos em órbitas baixas ou cargas mais leves em órbitas mais altas.

Transportador de Ônibus Espaciais

Na era das viagens especiais através dos Ônibus Espaciais, a NASA utilizou dois 747-100 para o transporte das espaçonaves entre diferentes pontos dos EUA, e até mesmo para fazer testes ao liberar os Ônibus Espaciais em voo para testar as características de pouso.

Boeing 747 Space Shuttle

Transportador de Aviões

A Boeing desenvolveu uma versão para uso próprio no transporte de partes inteiras de outras aeronaves. O 747 Dreamlifter (ou Cargueiro dos Sonhos), tecnicamente chamado de Boeing 747-400 Large Cargo Freighter (LCF), possui uma fuselagem modificada para ser capaz de transportar fuselagens e asas inteiras entre as unidades de produção de diferentes cidades da fabricante norte-americana.

Boeing 747 Dreamlifter

Murilo Basseto

Formado em Engenharia, foi um dos líderes do Urubus Aerodesign da Unicamp e um dos responsáveis por alçar o grupo à elite mundial da engenharia aeronáutica universitária. Atualmente é Editor-Chefe do AEROIN.