Boeing 747 especial deverá lançar satélites ao espaço na próxima semana

O Boeing 747 com o foguete LauncherOne sob sua asa – Imagem: Virgin Orbit

A equipe da Virgin Orbit, empresa que desenvolveu o projeto de lançamento de foguetes ao espaço a partir de um Boeing 747-400, anuncia que está animada para compartilhar uma atualização sobre sua próxima missão, denominada “Tubular Bells: Part One“.

Com o ensaio geral concluído com sucesso, a equipe está procedendo com os itens finais de rotina de sua lista de verificação pré-voo. “Estamos nos coordenando com nossas partes interessadas para identificar os alvos preferenciais finais para o lançamento, de olho no dia 30 de junho ou nos primeiros dias de julho”, explica a Virgin Orbit.

A companhia deixa claro, porém, que só prosseguirá com a missão se todas as condições para o lançamento forem nominais (parâmetros dentro da normalidade esperada). Se por algum motivo o lançamento atrasar, há janelas de lançamento (intervalos de tempo) de backup que se estendem até julho.

O Jumbo Boeing 747-400 adaptado, batizado de Cosmic Girl, decolará do Mojave Air and Spaceport, na Califórnia, e viajará aproximadamente 1 hora sobre o mar antes de lançar o foguete na região da costa oeste dos Estados Unidos.

O foguete sendo preparado no Boeing 747 em Mojave – Imagem: Virgin Orbit

O foguete LauncherOne – Imagem: Virgin Orbit

Sete satélites voarão no foguete LauncherOne, que estará preso sob a asa do avião, para a missão Tubular Bells: Part One. A lista de clientes a bordo desta missão inclui:

  • O Departamento de Defesa dos EUA, que está lançando três conjuntos CubeSat como parte da Iniciativa Rapid Agile Launch (RALI) do DoD Space Test Program (STP). Este lançamento, também conhecido como STP-27VPA, foi concedido à subsidiária da Virgin Orbit VOX Space pela Defense Innovation Unit (DIU) do DoD, uma organização que trabalha para acelerar a adoção de tecnologia comercial nas forças armadas dos EUA para fortalecer a segurança nacional.
  • A Royal Netherlands Air Force, que está lançando o primeiro satélite militar da Holanda, um CubeSat chamado BRIK II, construído e integrado pela Innovative Solutions in Space.
  • A SatRevolution, que está lançando os dois primeiros satélites ópticos, STORK-4 e STORK-5 (também conhecido como MARTA), da constelação STORK de 14 satélites da empresa.

O satélite da Royal Netherlands Air Force – Imagem: Virgin Orbit

Para atualizações ao vivo à medida que o voo avança, é possível acompanhar a transmissão ao vivo clicando aqui ou no título abaixo.

Informações da Virgin Orbit

Murilo Bassetohttp://www.aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduando em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias

Avião Embraer ERJ-145 CommutAir United Express

Jatos Embraer ERJ-145 da CommutAir ganham uma renovação total em seu...

0
A empresa aérea regional americana CommutAir anunciou na segunda-feira (6) o lançamento de um esforço para atualizar e substituir