Boeing 757 que teve a fuselagem retorcida volta voando para Atlanta

757 Delta Açores

Há pouco menos de um mês, relatamos um incidente com um Boeing 757-200 da Delta Airlines em Ponta Delgada, Portugal. Após um pouso muito duro, a fuselagem da aeronave se dobrou. Na época, muitos comentaram que a aeronave só voltaria a ter uma nova vida se fosse como panela ou lata de cerveja, no entanto, parece que os mecânicos fizeram miséria ao recolocarem-na a voar.

O que aconteceu?

Em 18 de agosto, o Boeing de matrícula N543US partiu do aeroporto JFK em Nova Iorque um minuto depois da meia-noite. A aeronave deveria partir às 21:41, no entanto, algo aconteceu naquele dia e o voo atrasou. Quatro horas e vinte e sete minutos após a partida, a aeronave chegou a Ponta Delgada.

Ventava muito, com rajadas de até 30 nós de través, e o pouso não foi tão estabilizado, como esperado. A forte pancada fez o avião sofrer bastante dano no aeroporto de Ponta Delgada. Fotos do incidente foram divulgadas nas redes sociais. Elas sugeriam que a fuselagem da aeronave tivera uma torção no topo, bem como em frente à porta número dois. Além disso, a parte inferior parecia ter sido danificada logo atrás do trem do nariz.

O resgate

O resgate veio rápido. Na última semana de agosto, os moradores de Ponta Delgada, nos Açores portugueses, testemunharam a incomum visita de um gigante Antonov 124 Ruslan da companhia aérea Volga-Dnepr Airlines. Foi a primeira vez que uma aeronave do modelo aterrissou no Aeroporto Internacional João Paulo II e a visita levou muitos curiosos ao aeroporto.

Proveniente de Atlanta, onde fica a sede da Delta Airlines, o russo foi fretado para transportar o material foi usado no reparo do Boeing 757.

Além de focado na solução, o trabalho foi incrivelmente rápido. Em cerca de 15 dias a aeronave já estava praticamente pronta para alçar voo novamente. Um grande resultado para o time da empresa americana.

Curiosos acompanham a chegada do Antonov nos Açores – Foto de Antonio Sousa

De volta a Atlanta

Apesar de muitas pessoas não terem esperança para a aeronave, o N543US desafiou as probabilidades e a desconfiança. Segundo o FlightRadar24.com, a aeronave decolou de Ponta Delgada às 17h15 da tarde desta segunda-feira, 16 de setembro, em um voo direto pelo Oceano Atlântico até Atlanta, onde fica a sede e base de manutenção principal da Delta.

Os reparos feitos na aeronave não são imediatamente claros, no entanto, provavelmente ocorrerão mais reparos quando a aeronave chegar aos EUA, onde uma equipe de mecânicos da Delta avaliará os danos.

Rota do 757 de volta para casa

Carlos Ferreira

É profissional de marketing e pesquisador de temas relacionados à aviação há quase duas décadas. Leva a câmera fotográfica para onde vai e faz mais fotos de aviões do que dos passeios. Responsável pela linha editorial da revista eletrônica AEROIN.net.