Boeing 767 ex-Varig voltou ao Brasil, mas sem as bonitas cores que tinha

Cena do vídeo que você assiste a seguir nesta matéria

Se o ditado popular diz que “o bom filho à casa torna”, um Boeing 767 que voou por muito tempo no Brasil parece fazer jus à frase de efeito, ao revisitar seu país “de origem”, já que a saudosa Varig foi a primeira companhia aérea a operar o exemplar em questão após ele ser produzido.

Como anunciamos no sábado aqui no AEROIN, o 767-200, que foi fabricado em 1987 e entregue à companhia brasileira para voar sob a matrícula PP-VNO, voltaria ao país durante este último final de semana para uma operação de carga, afinal, depois de deixar a frota da Varig em 2003, foi convertido para cargueiro.

O retorno do PP-VNO ao Brasil não é, por si só, uma novidade, pois vimos que o jato já passou por aqui em algumas oportunidades desde o primeiro semestre do ano passado, quando a atual operadora, a companhia americana “21 Air”, foi contratada para uma série de voos.

Porém, nas ocasiões anteriores, o jato ostentava a chamativa e diferente pintura em tons de vermelho, enquanto neste último final de semana, veio sem as bonitas cores da empresa aérea.

O pouso aconteceu no Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP), na noite do sábado, 7 de agosto, enquanto a decolagem se deu no início da tarde do domingo, 8, às 14h16.

Conforme o vídeo a seguir, publicado pelo canal “Juupraduu VCP”, parceiro do AEROIN no YouTube, o Boeing 767-200F de matrícula N999YV é visto decolando com a fuselagem toda branca e com seu estabilizador vertical na cor preta:

Embora possa parecer estranho a empresa ter tirado suas cores da aeronave, a situação tem uma possível explicação lógica. O avião, apesar de estar sendo operado pela americana 21 Air, é arrendado da canadense Cargojet, que possui exatamente uma pintura com cauda preta.

Assim sendo, é possível que em breve a companhia americana pretenda encerrar o arrendamento, ou que ambas vão alternar o uso da aeronave, de forma que a Cargojet já deve ter aproveitado a última longa parada de manutenção, entre 10 de junho e 31 de julho, para deixar o jato na cor de sua frota.

Avião Boeing 767-200F Cargojet
As cores da Cargojet em um Boeing 767-200 – Imagem: Alasdair McLellan / CC BY-SA 3.0, via Wikimedia Commons

Apesar da mudança, como vimos no sábado, a 21 Air ainda tem programados ao menos mais três voos para Campinas, sempre aos sábados, com programação de chegada no voo CSB-901 às 19h30 da noite e decolagem à 1h30 da madrugada do domingo como CSB-903.

Segundo a Platinum Global, empresa responsável por estas operações da 21 Air ao longo de agosto, o Boeing 767 trouxe partes e peças para a indústria agrícola e partiu com materiais diversos consolidados pela agente de carga, partes e peças para indústrias.

Para rever imagens de quando o 767-200 veio ao Brasil com a pintura vermelha, você pode clicar aqui ou no título a seguir:

Murilo Bassetohttp://www.aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduando em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias