Boeing 767 voando ao Rio de Janeiro voltou após pára-brisa trincar em voo

Avião Delta Air Lines Boeing 767-400
Boeing 767-400 da Dellta – Imagem: Delta Air Lines

Um Boeing 767-400 da Delta Airlines precisou retornar ao seu aeroporto de origem no último final de semana depois que um dos pára-brisas trincou quando a aeronave já estava em grande altitude.

A aeronave, de matrícula N841MH, executava o voo DL-61 do dia 28 de setembro partindo de Atlanta (EUA) para o Rio de Janeiro, e já estava no nível de voo 310 sobre o Caribe quando ocorreu o incidente.

Apesar de não ser algo incomum ou perigoso, já que na maioria dos casos os pára-brisas chegam no máximo a estilhaçar-se mantendo-se na posição, por medida de segurança a tripulação decidiu retornar para Atlanta.

FlightRadar24 Delta 767 DL61 Rio de Janeiro

A aeronave desceu para o percurso de volta no nível de voo 300, e cerca de 50 minutos depois desceu para o nível 260, prosseguindo até a descida. O pouso em segurança em Atlanta ocorreu cerca de 2h20 depois da decisão de dar volta.

Outro Boeing 767-400 de matrícula N844MH foi alocado para o voo, e chegou ao Rio de Janeiro com um atraso de 8:45 horas.

Um passageiro disse que o comandante anunciou que estava voltando para Atlanta devido a um pára-brisa trincado, informou o The Aviation Herald.

Veja um caso recente em que um pára-brisas de um Airbus A380 estilhaçou-se completamente em voo, e manteve-se no lugar até os pilotos efetuarem o pouso:

Murilo Basseto

Formado em Engenharia, foi um dos líderes do Urubus Aerodesign da Unicamp e um dos responsáveis por alçar o grupo à elite mundial da engenharia aeronáutica universitária. Atualmente é Editor-Chefe do AEROIN.