Boeing 777X é avistado em testes de táxi; primeiro voo foi adiado

O tão aguardado novo avião da Boeing, o 777X, está se preparando para seu primeiro voo, possivelmente, nesta sexta-feira, 24 de janeiro de 2020. Originalmente, o voo deveria acontecer na quinta, mas as condições meteorológicas não permitirão, segundo uma comunicação da empresa no Twitter.

Ontem, o maior bimotor do mundo foi avistado em Seattle, passando por uma série de testes de táxi que fazem parte da rotina do processo de projeto e certificação da aeronave.

777X

É importante lembrar que lá em junho de 2019, o Boeing 777X já havia feito testes como esses de ontem. À época, era esperado que a Boeing fizesse, logo em seguida, o primeiro voo com o modelo. No entanto, o programa sofreu um atraso devido a problemas nos enormes motores General Electric GE9X, e o projeto foi postergado enquanto esses eram corrigidos pela fabricante.

Mas parece que isso já está totalmente resolvido e agora o avião está pronto para alçar voo. Veja no Tweet acima a informação da operação do primeiro voo e o aviso de que a equipe está verificando as condicoes de voo para sexta.

Testes de táxi antes do primeiro voo

Na preparação para o voo inaugural, o 777X passou por uma série de testes de táxi e, posteriormente, pelo resfriamento de freio em Seattle. Esses momentos foram capturados pelas lentes do spotter Matt Cawby e registrados em sua conta no Twitter.

Além disso, o primeiro 777X também realizou um teste de táxi em alta velocidade. Mais alguns testes devem acontecer na manhã de quinta-feira, antecendo ao voo inicial, que deve ocorrer às 10h da manhã na hora de Seattle, ou 15h de Brasília.

Este primeiro voo é o começo de um ano que deve ser muito melhor para a Boeing. Se tudo correr bem, esse momento também será um grande alívio para a empresa, após ter passado por seu ano mais difícil.

Vendas do Boeing 777X

Os clientes do 777X incluem grandes empresas com redes globais como a Lufthansa (cliente de lançamento), British Airways, Cathay Pacific, Qatar Airways e Emirates, entre outros. A maioria desses pedidos é para o 777-9 maior. O 777-8 menor não vendeu quase nada.

A bordo, o 777X da Boeing é uma aeronave espaçosa, com espaço para três ou quatro classes de cabine. Obviamente, a configuração interna é é da responsabilidade das companhias aéreas. Sabe-se que a Lufthansa lançará um novo produto de classe executiva a bordo da aeronave. A Emirates também espera atualizar a classe executiva no modelo, juntamente com uma cabine dedicada da Economy Premium.

Por fim, a Boeing está se preparando para o primeiro voo do 777X e estaremos acompanhando bem de perto. Esperamos que este seja o começo do ano de recuperação da Boeing.

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias