Boeing 787-10 recebe certificação FAA para operações comerciais

787-10 First Flight

A Boeing anunciou nesta semana que o 787-10 Dreamliner recebeu sua certificação de tipo (ATC – Amended Type Certificate) da Federal Aviation Administration (FAA), aprovando a aeronave para operações comerciaias.




A conquista do ATC encerra o programa de testes de voo inciado em março de 2017 e que envolveu três aeronaves de teste que acumularam em torno de 900 horas de voo. A equipe do programa de testes da Boeing submeteu as aeronaves a diversos ensaios para conferir se o projeto atendia aos requisitos e padrões de certificação para um voo seguro quanto à manobrabilidade, ao funcionamento dos sistemas e à performance geral.

Com a certificação pela FAA, a Boeing espera que outras agências reguladoras emitam seus respectivos certificados antes que o modelo entre em serviço.

Imagem: Divulgação / Boeing.

Versão estendida do 787-9, o 787-10 apresenta 95% de comunalidade com a versão menor enquanto acrescenta mais passageiros e carga, definindo importantes marcos em termos de eficiência de combustível. A Boeing promete 25% de economia e de redução de ruído em relação aos modelos mais antigos que serão substituídos pelo novo Dreamliner. O 787-10 pode levar 330 passageiros em configuração de duas classes, a uma distância de até 11.910 km.

Atualmente, a Boeing tem 170 encomendas de nove companhias para o 787-10. A primeira entrega deve ser feita para a Singapore Airlines ainda no primeiro semestre de 2018. A aeronave com a pintura da companhia asiática já foi apresentada pela Boeing em outubro de 2017.

 
Informações pela Assessoria de Imprensa da Boeing.
 

Murilo Basseto

Formado em Engenharia, foi um dos líderes do Urubus Aerodesign da Unicamp e um dos responsáveis por alçar o grupo à elite mundial da engenharia aeronáutica universitária. Atualmente é Editor-Chefe do AEROIN.