Boeing 787 pode ter MTOW aumentado para voar entre Auckland e São Paulo

A Air New Zealand está próxima de fechar mais um pedido de aeronaves widebodies para substituir a sua frota de oito Boeings 777-200ER e poder lançar rotas mais longas, para isso pode contar com um 787 modificado.

Air New Zealand Boeing 787-9, photographed on 20 September 2014 from Wolfe Air Aviation’s Learjet 25B.

Em 2017 anunciamos com exclusividade a intenção da companhia em operar voos diretos para São Paulo a partir do seu hub em Auckland. Meses depois o CEO da companhia confirmou as intenções porém destacou a questão da aeronave: os atuais aviões da companhia não conseguem fazer o voo direto para a capital paulista ou para Nova Iorque.

Isto pode ser resolvido sem precisar de adquirir um novo modelo de aeronave (o que traria mais custos). A solução é aumentar o peso máximo de decolagem (MTOW) do Boeing 787-9 Dreamliner, atualmente operado pela cia.

O aumento seria de apenas 1% que se traduzem em 2,5 toneladas. Esta versão estaria disponível em 2022 e faria rentável a operação sem escalas para São Paulo e Nova Iorque.

Com informações do The Blue Swan Daily

Carlos Martins

Despertou a paixão pela aviação em 1999 em um show da Esquadrilha da Fumaça. Atualmente é Piloto Comercial, Despachante, Bacharel em Ciências Aeronáuticas, membro da AOPA e veterano da Western Michigan University #GoBroncos