Boeing 787 perde contato e caças acordam população ao partirem para interceptação

Avião Boeing 787-8 Kenya Airways
Boeing 787-8 Dreamliner da Kenya Airways, semelhante ao que foi interceptado – Imagem: Mark Harkin / CC BY 2.0, via Wikimedia Commons

Uma aeronave que estava realizando um voo regular de passageiros foi interceptada por caças da Força Aérea Alemã após perder o contato com o Controle de Tráfego Aéreo (ATC) na última segunda-feira, dia 20 de setembro.

O incidente pouco comum, mas não raro, aconteceu com o Boeing 787-8 Dreamliner registrado sob a matrícula 5Y-KZE, operado pela companhia aérea Kenya Airways, quando estava cumprindo o voo de número KQ-118 de Nairóbi, no Quênia, para Amsterdã, na Holanda.

Conforme reporta o The Aviation Herald, a aeronave estava em voo de cruzeiro a 40.000 pés de altitude (pouco mais de 12.100 metros) sobre a Alemanha, quando em determinado momento, e ainda sem motivo esclarecido, parou de fazer contato com o ATC.

Rota do Boeing 787-8 no dia da ocorrência – Imagem: RadarBox

Com a perda de contato, dois caças Eurofighter Typhoon da Força Aérea Alemã (Luftwaffe) foram designados para interceptar o Boeing 787-8. A decolagem, no fim da madrugada, seguida do “boom” sônico pela alta velocidade, acabou acordando muitos dos moradores de Landshut e Frankfurt.

Após a interceptação, a comunicação foi reestabelecida e o Boeing continuou normalmente para Amsterdã por mais 30 minutos, onde realizou um pouso sem intercorrências, após cerca de 8 horas de voo.

Avião Caça Eurofighter
Caça Eurofighter Typhoon semelhante ao que interceptou o Boeing 787

A ocorrência foi confirmada pela Deutsche Flugsicherung (DFS), empresa responsável pelo controle de tráfego aéreo da Alemanha, e também pelas Forças Armadas da Alemanha (Bundeswehr), informando que a aeronave perdeu contato e os dois jatos de caças foram designados para interceptá-la.

Caças militares sempre são designadas para interceptar aeronaves que perdem a comunicação com o controle em solo, pois, atividades dessa natureza podem representar uma situação de sequestro ou então incapacidade dos pilotos a bordo por motivos de adoecimento, por exemplo.

Esta, por sinal, não é a primeira vez neste ano em que caças Eurofighter interceptam uma aeronave em voo por conta de comunicação. Em junho deste ano, uma aeronave que estava realizando um voo de carga esqueceu de realizar a troca de frequência, levando dois caças ao céu para interceptar.

Relembre esse e outro caso clicando nos títulos logo abaixo:

Juliano Gianotto
Ativo no Plane Spotting e aficionado pelo mundo aeronáutico, com ênfase em aviação militar, atualmente trabalha no ramo de fotografia profissional.

Veja outras histórias