Boeing avalia a criação de novo modelo de aeronave para 200 a 250 passageiros

O novo jato estaria entre o 737 MAX e o 787 (foto acima)

A Boeing está avaliando o interesse do mercado por uma nova aeronave comercial. Segundo uma matéria dessa quinta-feira (22) do The Wall Street Journal, a fabricante manteve conversas recentes com alguns clientes-chave, incluindo empresas de leasing de aviões e fornecedores, sobre o potencial interesse em uma aeronave de corredor único com motores aprimorados e que poderia transportar entre 200 e 250 passageiros.

Tais características fariam com que a fabricante desenvolvesse um avião intermediário às famílias 737 MAX e 787 Dreamliner, o último já de corredor duplo.

O jornal, no entanto, diz que as conversas sobre a possível nova aeronave estão em um estágio muito inicial e a aceitação do mercado é um fator-chave para que a fabricante tome a decisão de seguir adiante ou não. Uma vez decidido, o processo de desenvolvimento levaria anos até que o jato viesse a ser produzido em escala. Um exemplo desse tempo é o Boeing 787, cujo projeto foi lançado em 2004 e a primeira aeronave entregue em 2011.

Com o projeto, a Boeing esperaria preencher um espaço entre o 737 MAX e o 787 Dreamliner que hoje é dominado pela Airbus. Há vários anos, a fabricante americana fala sobre isso, sem que uma decisão fosse tomada. Num passado recente, esse projeto chegou a ser chamado de NMA (New Midsize Airplane), um jato de dois corredores, mas de tamanho menor. Esse projeto não avançou e foi engavetado.

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias