Boeing da Azul leva sete usinas de produção de oxigênio a Manaus

Receba essa e outras notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Carga do Ministério da Saúde partiu do aeroporto internacional do Rio de Janeiro às 11h de hoje (17) rumo à capital do Amazonas em um avião cargueiro Boeing 737-400F da companhia.

Foram 15 toneladas de carga contendo 7 usinas de produção de oxigênio – sendo uma capaz de produzir 33m³ de oxigênio por hora, uma capaz de produzir 17m³ de oxigênio por hora, e as demais com capacidade de produção de 13m³/hora. 

Além do voo de hoje com o Boeing 737, a Azul Linhas Aéreas colocou suas aeronaves à disposição para o transporte da vacina e, além disso, tem levado outras cargas. No sábado, um Airbus A330neo partiu neste sábado (16) com um carregamento de cilindros de oxigênio para Manaus.

“Nossa intenção é ajudar o Brasil e os brasileiros e não mediremos esforços para oferecer apoio logístico no transporte de materiais para o combate à COVID-19. Estamos prontos para voar à Índia e também para transportar o que for necessário dentro do Brasil no intuito de ajudar o país na atual situação”, diz John Rodgerson, presidente da Azul.

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

Após pedidos, empresa explica que não pode vender peças de seu...

0
Para a infelicidade dos interessados, a companhia explica os motivos que fazem com ela não possa proceder com o repasse das partes.