Boeing levanta US$ 25 bilhões e anuncia que não precisará de ajuda do governo

A Boeing anunciou nessa quinta-feira que foi bem-sucedida em sua ação de levantar fundos no mercado financeiro, de modo que não precisará recorrer, ao menos por agora, à ajuda do governo dos Estados Unidos.

Boeing Prédio Administrativo
Imagem: Boeing

No comunicado a seus investidores, a Empresa afirma que está satisfeita com a resposta à oferta de títulos feita ontem, 30 de abril, que é uma das várias etapas que está tomando para manter a liquidez fluindo por seus negócios e pelas 17.000 empresas da cadeia de suprimentos de sua indústria.

A Boeing destaca que a demanda robusta pela oferta reflete um forte apoio à força de longo prazo da Companhia e do setor de aviação, que é também em parte resultado da confiança no mercado, criada pela Lei CARES e pelos programas de apoio federal que foram implementados pelos EUA.

Como resultado da resposta, e enquanto aguarda o fechamento desta transação, prevista para segunda-feira, 4 de maio, a Fabricante não planeja buscar financiamento adicional através do mercado de capitais ou das opções do governo no momento.

A oferta de títulos inclui instrumentos de dívida com um valor principal agregado de US$ 25 bilhões em sete tranches com vencimentos que variam de três a 40 anos.  

A Boeing termina comentando que continuará a avaliar a posição de liquidez à medida que a crise da saúde e o ambiente dinâmico de negócios evoluírem.

Informações oficias da Boeing

Receba as notícias em seu celular, acesse o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Murilo Bassetohttp://www.aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduando em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias