Boeing Marley: pela primeira vez, American faz voo tripulado somente por jamaicanos

No domingo, 23 de fevereiro, a American Airlines fez história em um voo de Kingston para Miami, com uma tripulação toda jamaicana. Foi a primeira vez que a empresa fez uma ação desse tipo.

Foto de BriYYZ via Wikimedia Commons

O voo 2370 foi operado com um Boeing 737-800 e uma tripulação totalmente jamaicana tomou seus postos para comandá-lo, incluindo o comandante Robert McPherson, o primeiro-oficial Shaun Nelson e os comissários de bordo Linneth Duhaney, Shanecia Witter, Mario Facey e Stanley Franklin.

“A American Airlines tem uma longa história na Jamaica, com 43 anos de operação no país, e é a primeira vez que uma tripulação jamaicana opera um de nossos voos”, disse Maxine Meijerink, gerente geral da American em Kingston.

“Nossa equipe está muito orgulhosa e sei que nossos clientes jamaicanos também ficaram emocionados por fazer parte dessa jornada histórica. A American é uma empresa que valoriza a diversidade e a inclusão e essa equipe exemplifica esse compromisso”.

O comandante Robert McPherson, de Kingston, é piloto da American Airlines há mais de 20 anos. “Depois de três anos voando juntos, o primeiro oficial Shaun Nelson e eu agora vamos pilotar aeronaves diferentes, então esse foi o nosso último voo no mesmo cockpit. Não podíamos acreditar que, nesse voo em particular, teríamos uma tripulação toda jamaicana”.

Só Jamaica

O comissário de bordo Stanley Franklin lembra a emoção do voo. “Fazer parte de uma equipe toda jamaicana foi emocionante, para dizer o mínimo. Ficamos empolgados quando vimos que todos os quatro tripulantes de cabine eram jamaicanos, mas quando descobrimos que os pilotos também eram jamaicanos, percebemos que era uma ocasião incomum e especial”.

“Os passageiros também estavam empolgados … todos nos parabenizaram. Foi um voo divertido e muito positivo, e você pode sentir o orgulho e a emoção dos passageiros”, disse Franklin.

O primeiro oficial Shaun Nelson, de Montego Bay, acrescentou: “Os jamaicanos são um grupo de pessoas orgulhoso e, quando os passageiros ouvem o sotaque jamaicano vindo do cockpit, eles se sentem bem. Você recebe muitos ‘Respect Mon’ e ‘Big Up’, nossa forma local de cumprimentar uns aos outros”.

Após um voo de duas horas e seis minutos, o AA2370 pousou em Miami às 8h50 da manhã. A comissária de bordo Linneth Duhaney fez seu anúncio de chegada especial: “Essa tripulação toda jamaicana gostaria de recebê-lo em Miami”.

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

Atriz acusada de desviar dinheiro de vítimas do acidente do 737...

0
Um grande escritório de advocacia de Chicago acusou uma estrela da série de TV "Real Housewives of Beverly Hills" e seu marido em um processo