Início Empresas Aéreas Boeing prevê 8.700 novos aviões na China até 2040, um mercado de...

Boeing prevê 8.700 novos aviões na China até 2040, um mercado de US$ 1,47 trilhão

Concepção gráfica do novo aeroporto Daxing de Pequim, hoje já em uso

A Boeing prevê que as companhias aéreas da China precisarão de 8.700 novos aviões até 2040, avaliados em US$ 1,47 trilhão, para atender à crescente demanda por viagens aéreas comerciais.

A previsão de 20 anos reflete a recuperação do mercado chinês e a evolução adicional de seus modelos de negócios de companhias aéreas. A Boeing compartilhou a previsão da China como parte do Commercial Market Outlook (CMO) de 2021, a previsão de longo prazo da empresa para a demanda por aviões comerciais e serviços.

Os fundamentos econômicos da China estabelecem as bases para aumentos saudáveis ​​do tráfego aéreo, incluindo 4,4% de crescimento econômico anual e uma demografia de renda média que dobrará até 2040, de acordo com o CMO. Em 2030, o mercado doméstico de passageiros da China ultrapassará o tráfego intra-europeu; em 2040, espera-se que o tráfego doméstico da China também exceda as viagens aéreas na América do Norte.

O CMO também prevê que a indústria de aviação civil da China exigirá mais de 400.000 novos funcionários de aviação até 2040, incluindo pilotos, técnicos e tripulação de cabine.

O compromisso da Boeing com a China envolve o investimento em pessoas que irão impulsionar o futuro da aviação, como o treinamento de quase 100.000 profissionais da aviação chineses e o emprego de mais de 2.500 funcionários da Boeing. Em seus negócios, treinamento, cadeia de suprimentos e outras atividades, a presença e as parcerias da Boeing na China contribuem com mais de US$ 1,5 bilhão anualmente para a economia.

“A rápida recuperação do tráfego doméstico chinês durante a pandemia demonstra a força e a resiliência subjacentes do mercado”, disse Richard Wynne, diretor de marketing da Boeing Commercial Airplanes para a China. “Além disso, existem oportunidades promissoras para expandir significativamente as rotas internacionais de longo curso e a capacidade de frete aéreo. A longo prazo, existe o potencial de crescimento de transportadoras de baixo custo para aumentar ainda mais a demanda de aviões de corredor único.”

O CMO 2021 da China inclui estas projeções até 2040:

– Crescimento anual do tráfego de passageiros de 5,4%, semelhante à previsão de 2020;

– Dois terços das entregas apoiam o crescimento da indústria de aviação da China e um terço das entregas para substituição da frota, o que levará as companhias aéreas a modelos de aviões mais sustentáveis ​​e com baixo consumo de combustível;

– Os jatos narrowbody (de fuselagem estreita / corredor único) respondem por quase 6.500 entregas; as entregas de aviões widebody (fuselagem larga / corredor duplo), incluindo modelos de passageiros e cargas, totalizarão 1.850, respondendo por 44% da demanda em valor;

– De acordo com o CMO, existe uma oportunidade de mercado de serviços de aviação comercial de quase US$ 1,8 trilhão na região.

Informações da Boeing

Sair da versão mobile